Porto é o Londres Nacional….

MetroPorto_cmu24

Passo a transcrever a notícia publicada hoje no Jornal de Notícias, e que despertou um comentário da minha parte.

« Metro cobra tanto como transportes de Londres

Análise de especialista em transportes revela diferença substancial para Lisboa

00h30m

HUGO SILVA

A tarifa média da Metro do Porto (55 cêntimos) é idêntica à dos transportes públicos de Londres (56) e muito superior à de Metro de Lisboa (38) e Carris (31) – conclusões de uma análise de João Marrana, perito em transportes.

Os dados dizem respeito a 2007 e resultam do cruzamento das receitas de bilheteira das diferentes empresas com o número de passageiros transportes. João Marrana, professor na Universidade Portucalense e actual assessor da Comissão Executiva da Empresa do Metro do Porto, avaliou 11 operadoras de transportes de seis países europeus e publicou as conclusões no seu blogue pessoal allwaysmoving.blogspot.com.

“O valor obtido permite avaliar o esforço financeiro dos clientes para suportarem custos das tarifas dos transportes públicos”, indica o especialista.

Tendo em conta que “o poder de compra difere bastante” nos diversos países, o também ex-administrador da STCP teve a preocupação de fazer um ajustamento dos valores, levando em consideração o Produto Interno Bruto per capita (PIBpc). Os valores portugueses foram tomados como referência, explica no texto do blogue o especialista, que fez parte da TIP – Transportes Intermodais do Porto e que esteve na origem do sistema andante.

Verificou-se que, em média, os transportes de Londres são os mais caros para os passageiros, tal como o metro do Porto. Também a STCP apresentou uma tarifa média mais elevada (43 cêntimos) do que as operadoras de Lisboa.

Na Bélgica, as duas empresas avaliadas ficaram-se pelos 27 e 33 cêntimos. Também em Milão (Itália), o preço médio dos bilhetes foi de 33 cêntimos, enquanto em Bilbao (Espanha) foi de 41 cêntimos, em Paris (França) foi de 42 e em Madrid (Espanha) foi de 48.

“Os valores das empresas belgas consideradas são particularmente baixas, mesmo sem o facto de correcção do respectivo poder de compra. Inversamente, em Londres os valores são bastante elevados”, regista João Marrana.

A explicação para preços mais baixos, como acontece na Bélgica, residirá na forte componente de apoio estatal das empresas. Nesse contexto, a tarifa cobrada aos clientes diminui.

“As empresas portuguesas têm valores muito diferentes, o que poderá estar associado a diferentes metodologias de estimativa dos clientes”, salvaguarda professor universitário.

Uma das razões que poderá contribuir para o elevado preço registado pela Empresa do Metro do Porto pode prender-se com o facto deste sistema ter viagens muito longas, como é o caso da actual Linha da Póvoa.

Recorde-se, contudo, conforme foi já noticiado pelo JN, que os apoios anuais do Estado à Metro do Porto e à STCP têm sido insuficientes para cobrir os custos do serviço, designadamente a vertente social, obrigando as empresas a recorrer à banca para prosseguir em actividade.»

In:http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=1252820, em 4 de Junho de 2009

O meu comentário é:

Estamos numa cidade de ricos, numa cidade que deveria ser encaixada pelos vistos em terras de sua majestade.

Como é possível os ganhos dos trabalhadores da capital ganhem mais e em nos bens essenciais tenham descontos…sejam mais apoiados no estado em bens de primeira necessitada e como tal tributados a taxa mínima de IVA de 5%.

O metro no Porto chegou tarde, tem algumas extensões grandes, e anda devagar, parecendo mais um eléctrico moderno, e como tal deveria ser tributado como eletrico e não como metro.

O metro do Porto consegue ligar todas a estações de ferrovia com o avião, coisa que em muitos anos de existência do metro de Lisboa ainda não o fez, será por esta razão que o preço é mais reduzido em Lisboa face ao Porto???

Mas para não se pensar que é uma questão de metropolitanos, podemos ver a disparidade de preço da Carris para os STCP, em toda a sua existência os transportes de Lisboa foram sempre favorecidos face aos da cidade Invicta, e se queremos ver a situação mais grave teremos que falar do resto dos Portugueses.

Não gosto de alimentar guerras entre Norte e Sul, no entanto, num ano em que vai haver eleições, num ano em que a taxa de desemprego bate recordes, não seria de se subsidiar o transporte colectivo, sendo que pelo menos o metro, além de não poluir, tem grande cariz social, como tem sido bastante crucial nos grandes eventos da cidade, como a Queima das Fitas, e as festas do FC Porto e como se vai poder ver na noite de 23 para 24 de Junho com o S. João.

Penso que é uma questão que os governos estarem atentes aos cidadãos do País e não pensar que Portugal é Lisboa, e o resto é paisagem…

RT

Deixo aberta a discussão…

Compreende-se a disparidade de apoio do estado nos bens essenciais para os habitantes da capital, face aos restantes cidadãos do País?

Anúncios

2 pensamentos sobre “Porto é o Londres Nacional….

  1. mais uma vez vou comentar o assunto porque acho que o mesmo é de imenso relevo nomeadamente numa altura de crise!
    Sem duvida que o metro é um optimo meio de transporte, alias penso que de momento é o melhor que temos, apesar dos Stcp ja terem sido bem piores!!!
    So lamento que o metro ainda tenha pouca cobertura e o seu elevado preço!Talvez sejam estas ambas as razoes que levam muitos cidadaos a utilizarem a viatura propria. O metro bem se esforça para colmatar uma dessas lacunas, cm por exemplo o acordo (surpresa) que fez com o seu Rival os STCP colocando as maquinas andante nos seus veiculos, sem duvida que facilitou imenso, para chegar a zonas que o metro nao chega nem tao cedo chegará, nomeadamente a minha terra Gaia, onde a cobertura se resumo á Av da Republica! Mas continua uma das lacunas por colamatar que é o preço excessivo para as diminutas zonas que se percorre!!!!Tornaram-se lideres e aproveitaram se da situaçao!e quem paga é o Cliente como sempre!!! A juntar a isto td, ainda temos que levar com a arrogancia da maioria dos funcionarios que trabalham nesta empresa, desde as lojas andante, aos condutores dos ditos veiculos, até mesmo os funcuionarios de segurança que apesar de nao seram da empresa Metro, tem a mesma postura e atitude!!!!
    Enquanto nao surgir outra alternativa que os faça mudar de postura, como aconteceu no passado com os STCP em que tds odiavam andar nos autocarros pk eram velhos, os motorista xeiravam mal eram mal educados, a maioria dos autocarros n tinh condiçoes, a frequencia de passagem era mt escassa, a cobertura das zonas nao era das mehores… etc Mas quando surgiu o metro a postura destes mudou, reformularam completamente as suas linhas, a sua imagem , a sua postura e atitude, surgiram veiculos movernos, ate mesmo a pensar ja no futuro, comecaram a surgir mais linhas, os motoristas sao novos, jeitosos (alguns!!!) simpaticos, sem duvida que a postura mudou c o surgimento do concorrente, o metro!!!!!
    Tv um dia o metro tb mude quem sabe!!!!!
    Mas perante um meio de transporte que todos necesitamos e ao qual nao temos alternativa somos forçados a sujeitarmo-nos a ele e ás regras que ele impoe, independentemente de serem certas ou erradas.
    Estarei errada?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s