Ronaldo No Real Madrid…

216_841-CristianoRonaldoG-Getty

A notícia que vou tecer um comentário é a seguinte:

«Ronaldo vai ganhar 18 euros por minuto…

ALMIRO FERREIRA

O mundo em crise está pasmado. Platini, patrão da UEFA, denuncia a “falta de fair-play financeiro” no futebol. O Real assobia para o lado: paga ao United 93 milhões de euros por Ronaldo. O português vai ganhar 10 milhões por ano…

Algures em Malibu, estendido numa praia do Pacífico, Cristiano Ronaldo relaxa nas férias milionárias. Ao sol californiano, bronzeia o torsozinho musculado e impecavelmente depilado. O metrossexual dá uma mirada furtiva às ninfas e àquele mundo “bon chic, bon genre” de Hollywood. O galã dos estádios não mexe uma palha, a não ser aquela por onde beberica o sumito “tutti-frutti”. O guerreiro descansa das correrias da bola.

Toca o telemóvel… Deve ser o empresário, que lhe liga do outro lado do Atlântico. É mesmo. Jorge Mendes anuncia-lhe o que mais queria ouvir desde o ano passado: finalmente, o Real Madrid chegou-se à frente e paga por ele 93 milhões de euros ao M. United. Uma exorbitância, que constitui novo recorde mundial entre as transferências mais caras da história do futebol.

O salário também não é nada mau, mesmo para quem já vencia 7,2 milhões por ano em Manchester: a imprensa espanhola fala num contrato de seis épocas, a qualquer coisa como 10 milhões de euros por ano. Ou seja, 27 300 euros por dia. Ou 1137 por hora. Naqueles dois minutos de conversa com o empresário, caíram na conta de Ronaldo mais… 36 euros! Deu para pagar o cocktail e deixar gorjeta…

E assim se concretizou o que estava iminente havia alguns dias. Finalmente, o Manchester United cedeu às investidas do Real Madrid e desfaz-se de CR7. O único problema, agora, será esse mesmo: como é que o craque português manterá, no Santiago Bernabéu, o acrónimo que faz dele, mais do que um futebolista genial, uma marca de merchandising ? É que a camsiola 7 do Real Madrid também é do domínio do sagrado, uma peça da iconografia do clube, carregada pelo arcaboiço de outro genial craque, como é Raúl, ainda por cima produto da casa. Será uma questão de somenos. A coisa lá se há-de resolver…

Se já lhe ocorreu esse previsível conflito de personalidades, a Florentino Perez, presidente do Real Madrid, não é nada que o demova de juntar na mesma equipa os melhores jogadores do planeta. Perez já governou o clube, de 2000 a 2006, e constituiu um conjunto de craques que havia de ficar conhecido como “Los Galácticos”, tantas eram as estrelas do planeta da bola, de Figo a Zidane, de Beckham a Ronaldo ou Roberto Carlos. “Estes são os jogadores mais baratos”, diz Perez, a contar com o retorno que geram as estrelas da bola, seja em contratos publicitários, em direitos de imagem, na venda de camisolas ou em todo o género de bugigangas publicitárias.

Custe o que custar, o Real Madrid quer dar lustro ao emblema do clube, segundo classificado da última época, atrás do aqui-rival e campeão europeu Barcelona. Uma subalternidade insuportável para Perez, que fará tudo para retomar a hegemonia do Real em Espanha e na Europa.

Além de Ronaldo, o “Floren Team” já tem Kaká, que chega do Milan, por 65 milhões. E Perez diz estar preparado para investir mais uns 200 milhões na selecção dos melhores artistas da bola, de Ribéry (Bayern) a Ibrahimovic (Inter), de Benzema (Lyon) a David Villa (Valência) ou Xabi Alonso (Liverpool). A ver como o novo treinador, o chileno Manuel Pellegrini, terá unhas para estes bólides todos.»

In:http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=1260418 em 12 de Junho de 2009

O meu comentário:

O mundo em crise, e somos apanhados com uma transferência à muito anunciada, não menosprezando a qualidade do jogador, ou o mérito do mesmo em sair do Reino Unido para Espanha, aqui a questão é mais o calor que envolve a transferência e o ordenado que o mesmo vai auferir por dia são «apenas», e repare-se, 27 300 euros, penso que seja muito dinheiro para uma só pessoa e por dia (muitos não ganham isto, quase por 3 anos), com a idade dele, e pior, que trabalha num relvado, muito menos horas que qualquer outra pessoa numa profissão qualquer, e não lhe podem ser imputadas responsabilidades como às outras pessoas, nem sequer está sujeito, a avaliações de desempenho, ou se as está, assobia para as mesmas.

O futebol, como sabemos é uma indústria que vale e faz mover milhões, tem adeptos pelos 4 cantos do mundo, no entanto, devemos ter em consideração, que há coisas que têm que ser vistas com alguma seriedade, como é o caso dos valores das transferências de jogadores, são valores exorbitantes e não chegando o valor mensal que auferem, sendo que muitos deles nem a escolaridade mínima obrigatória têm. Não defendo que tenham que ter curso superior para se ganhar bem, só penso que é uma questão de justiça, não podemos premiar, como estamos, a premiar o não estudo e a fomentar que se não queres estudar, vais para o futebol, e já está…

Penso que o futebol deveria ser uma actividade paralela, pelo menos até o jovem completar o 12º ano, de modo, a que ganhe responsabilidade, e deveria ser condicionado o valor de ordenado, pelo menos nos primeiros anos, de forma a poder sentir o que custa a vida, e o que custa o valor do dinheiro, e o que se deve esforçar para atingir os seus objectivos.

Que educação vai dar um dia aos filhos? Que ser jogador é bom? Que não se deve esforçar nos estudos?

Deve ser esta a educação, que a maior parte dos futebolistas transmitem aos rebentos, e disso temos vários exemplos, de futebolistas do passado e que os filhos são agora ou futebolistas, ou modelos, duvida-se é que tenham pelo menos a escolaridade obrigatórias, mas se os mesmos, a tiverem, muito poucos devem ter chegado ao 12º ano, mas não é só uma questão académica, é também uma questão de maturidade, responsabilidade e saber o que custa a vida.

Casam-se cedo, têm bons carros, fraca maturidade, e falta de responsabilidades, e pouco esforço na escola da nisso, muitos dos seus seguidores são rapazes de idades que vai dos 6 anos aos 18 anos, e que ao verem estes valores menosprezam a formação académica, e nem todos, nasceram com a sorte de terem um pé mágico para a bola, e depois ficam pelo caminho, sem formação e sem a sorte da bola, que vai ser desta gente???

Para concluir, considero exagerado os valores das transferências dos jogadores de futebol, concretamente esta do Cristiano Ronaldo, exorbitantes os valores de salários auferidos pelos mesmos sem qualquer esforço para tal, o de Ronaldo já nem merece comentários, não terem formação cívica, educacional para serem ídolos, já para não falar da não menos importante formação académica elementar, que é a escolaridade mínima obrigatória.

Esta industria tem que passar a ter limites, pois tem uma carga enorme emotiva e que cativa crianças e adolescentes de todo mundo, e que não mostra a verdadeira realidade, a frieza e as responsabilidades que se devem ter neste mundo.

Tenho Dito

RT

Comentem, não pagam mais Internet por comentar, estejam a vontade…

Votos de Bom Fim Semana e Boa Noite de Santo António para quem o for festejar.

Anúncios

Um pensamento sobre “Ronaldo No Real Madrid…

  1. A mim pouco me importa a quantia que lhe pagam e não é por ele ser dos mesmos ascendentes do que eu (o meu avô também se chamava Francisco Aveiro , natural de Santo António da Serra,Ribeira de Machico,Concelho de Machico ) pois ele nem me conhece! Que lhe faça bom proveito aquilo que ele ganha! …ficaria feliz se tivesse apenas oa quantia de um dia… Tenho dito !!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s