Análise às comunicações móveis nacionais e em roaming…

Comunicações Móveis

A notícia alvo de comentário de hoje, é referente às comunicações Móveis, seguida de um breve comentário da minha parte:

« SMS e Internet no telemóvel baixam de preço

Regulamento europeu entra em vigor a partir de quarta-feira
As despesas com o telemóvel vão descer. O novo regulamento, aprovado pela Europa a 27, aponta para uma descida nos preços nas mensagens escritas (SMS) e no uso da Internet no estrangeiro a partir do telemóvel.

O objectivo da proposta, que entra em vigor na quarta-feira, é «proteger os consumidores e evitar facturas exorbitantes» e prorroga na prática a aplicação do regulamento de 2007 relativo ao roaming no que se refere às chamadas de voz e alarga o seu âmbito de aplicação de modo SMS e os serviços de dados em roaming.
Deste modo, o valor retalhista (excluindo IVA) da «eurotarifa SMS» que um prestador doméstico pode cobrar aos clientes por uma mensagem em roaming não poderá exceder 11 cêntimos, quando, até agora, as tarifas eram, em média, de 28 cêntimos, chegando aos 80 cêntimos nalguns países.

Quanto aos serviços de dados, e de acordo com a agência Lusa, o preço-limite grossista será, a partir de 1 de Julho, de 1 euro por megabyte, descendo para 0,80 euros por megabyte a partir de Julho de 2010 e para 0,50 euros por megabyte a partir de Julho de 2011.

Mais descidas em 2010

A nova legislação já contempla também mudanças para o próximo ano, destacando-se a novidade de, a partir de 1 de Julho de 2010, os viajantes não terem que pagar qualquer montante pelas mensagens de voz recebidas em roaming.

A partir de 1 de Março de 2010, os operadores móveis serão obrigados a oferecer aos seus clientes de roaming, a título gratuito, a possibilidade de especificarem antecipadamente um limite máximo para as despesas a efectuar com os serviços de dados, devendo informá-los quando for atingido 80 por cento do respectivo limite.»

In: http://www.agenciafinanceira.iol.pt/noticia.php?id=1072482&div_id=1730, a 29 de Junho de 2009, em Agência Financeira

O Meu comentário:

O meu comentário de hoje, e respeitante a que as operadoras móveis cobram muito acima do preço de custo do serviço, repare-se que há tarifários praticados pelas operadoras, em que as SMS são a 14 cêntimos, e em outro tem oferta das mesmas, e têm um pacote de 1500 SMS para a própria rede, isto no território nacional, e com mensalidades que rodam os 10€ mensais, sendo que ainda dão chamadas e outros serviços; o que me leva a concluir que em regra os tarifários sem carregamentos, são mesmo, para quem tem essencialmente o telefone para receber chamadas, e faz esporadicamente, comunicações de cariz bastante curto, e para a própria rede. Até aqui penso que a a conclusão é simples, se optamos por um tarifário com carregamentos obrigatórios, ou como agora mais recentemente existe, com «mensalidades», somos favorecidos no preços das comunicações, se por outro lado, optamos por um tarifário sem carregamentos obrigatórios, temos que arcar com custos maiores nas comunicações.

O mesmo se passava com o roaming, em que no inicio do serviço, os preços eram bastante proibitivos, e não se podia usar o serviço, e esta situação, manteve até a União Europeia colocar travão nos preços, pois caso não tivesse interferido, ainda hoje, tínhamos preços proibitivos de serviço de roaming, o que era bastante mau para a economia europeia.

Penso que até com o proliferar de aquisições de redes, em diferentes países, como por exemplo, a Vodafone, o mais certo é quando usamos uma rede irmã, da nossa,  as chamadas tem tendência a descer.

Penso que a unicidade de preços deve existir quando nos deslocamos pela união europeia, no entanto, penso que uma concorrência mais atroz no nosso ser mercado, deveria ser mais favorável ao consumidor final, nem as redes low cost, vieram retirar valor ao preço, mas têm um serviço péssimo de assistência ao cliente, nem os denominados serviços mínimos são assegurados.

No geral, as companhias têm bastante margem de lucro, caso assim não fosse ,as companhias de low cost não existiam, pois reparasse, eles basicamente compram minutos de conversação em grosso às companhias principais e vendem ao retalho e mesmo assim sobrevivem, e tendo em conta, que o preços são dos mais baixos dentro do segmento de tarifários mais tradicionais. O que nos leva a concluir que os 14 cêntimos que falei ao inicio, são extremamente exagerado, quando uma low cost, com a mesma rede, leva a 6 e 8 cêntimos, o que leva a crer, têm alem da margem um lucro exagerado.

Já para não enumerar que a autoridade da concorrência nada faz, pois é como no caso dos combustíveis, quanto mais alto for o preço maior é o IVA que é entregue ao estado.

Mas pelo menos, podemos respirar de alívio, que pelo menos já começou a descer, e a haver um pouco mais de justiça, nos serviços de telefonia móvel, mas pelo menos, podemos dizer que existe qualidade na rede em geral, pena é que os serviços de apoio a clientes de algumas redes deixem  muito a desejar.

Resta agradecer à União Europeia, pelo menos o que temos agora, deve-se em muito a não se calar e interferir com legislações, e mesmo já a partir do dia 1 de Julho vai existir uma redução e em 2010 já estão algumas marcadas..Estamos no bom caminho…

Tenho Dito

RT

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s