Viajar de pé num avião…só mesmo ideia da Ryanair

Ryanair - Low Cost Company

Ryanair - Low Cost Company

A Notícia de hoje resulta do resultado de uma sondagem, e que anda a por os Europeus a pensar onde irá parar a indústria da aviação de low cost, passo a transcrever a mesma, e seguida do habitual comentário:

« Clientes da Ryanair disponíveis para viajar de pé

80 mil estão dispostas a viajar de pé se a viagem for gratuita. Esta é a conclusão de um inquérito ‘online’ realizado pela Ryanair.

No total, 120 mil pessoas votaram na ‘poll’ da ‘low-cost’ irlandesa nas duas últimas semanas, de acordo com um comunicado da empresa.

Destas, oitenta mil pessoas (66%) não se importavam de viajar de pé em voos de pequeno curso se a viagem for gratuita.

Outras 72 mil pessoas (60%) consideram que devem poder escolher se querem ou não viajar de pé, tal como fazem nos autocarros, comboios e metro, enquanto que 50 mil pessoas (42%) disseram que não se importariam de voar de pé se pagassem metade dos preços dos bilhetes.

Viajar de pé pode reduzir custos em 20%

A Ryanair considera-se satisfeita com os resultados do inquérito e reitera que vai continuar a explorar o conceito com a Boeing e com as autoridades reguladoras do sector da aviação nos Estados Unidos e na Europa.

De acordo com a empresa, esta medida pode aumentar a capacidade dos aviões em 30% e reduzir custos em 20%.

O presidente executivo da empresa, Michael O’Leary, afirmou que, caso a ideia seja aprovada pelas autoridades da aviação, será implementada através da adaptação de aviões já existentes e nos novos aparelhos que entretanto sejam comprados, já com o interior modificado.

Outras medidas para descer os custos na aviação

Esta é a última de uma série de medidas de redução de custos postas em prática pela Ryanair. Entre as outras iniciativas estão a intenção de obrigar os passageiros a levar a sua própria bagagem até ao avião, a cobrança de 1 libra esterlina para a utilização da casa de banho durante o voo e a introdução de um imposto de obesidade para passageiros com excesso de peso.

Desde Outubro do ano passado que a companhia irlandesa não dispõe de balcões de ‘check-in’ nos aeroportos, sendo o cliente obrigado a fazer o procedimento via internet. Caso tenha bagagem a despachar, o passageiro tem de pagar uma taxa.»

In: http://economico.sapo.pt/noticias/clientes-da-ryanair-disponiveis-para-viajar-de-pe_65678.html, em 22 de Julho de 2009, no Jornal Diário Económico

O meu comentário:

Penso que são ideias como esta em que a rentabilização do espaço do avião, pode originar a descida do custo para os clientes.

Nos serviços, é bastante importante, rentabilizar os serviços ao máximo, de modo a poder reduzir custos, no entanto, isto tem um senão, que é, com os aviões «lutados», a qualidade do serviço vai diminuir, isto porque, as pessoas que estão sentadas vão partilhar o espaço com as que estão em pé, vai haver muita gente num espaço fechado, e sem janelas, mais vai parecer um dos autocarros que vemos nas grandes cidades, apinhados de gente e com os vidros embaciados; outra situação, na sua generalidade os aviões de companhias «low-cost», são aviões onde por tradição, não existe muito espaço, e onde para se levantar, temos que incomodar a pessoa que viaja ao lado, agora imagine-se a passar no corredor para ir ao WC, que pelos vistos cobra-se, isto sim, é de lamentar, pois o WC, trata-se de uma necessidade básica, qualquer dia em voos caseiros e quando existir o TGV, uma pessoa que tenha bastante necessidade de ir ao WC, vai de TGV, onde no preço do serviço, está incluído o WC. Penso que, seja demais a questão do WC, não tem assim tantos custos a não ser praticamente a águas de uso e de limpeza.

Enfim, penso que o mais importante e devemos ter em conta é a segurança dos passageiros, os que vão em pé, e os que vão sentados, que em segunda instância são também atingidos, caso o avião precise de espaço internamente e não exista por se viajar em pé.

A interacção entre clientes pode a tornar-se tensa, repare-se que mesmo em pequenos percursos, digamos viagens de hora ou mesmo hora e meia, vão clientes sentados, e outros de pé, apesar de teoricamente os que vão em pé terem pago mesmo que os que vão sentados, isto pode criar uma tensão psicológica, que pode causar algum stress ao fim de algumas viagens, essencialmente em períodos de tempo curtos.

Penso que a comparação de prestação de um serviço, em um autocarro dentro de uma cidade, e um avião, apesar de em alguns aspectos se assimilar, não pode ser comparada, senão repara-se que num autocarro, geralmente as pessoas não gostam de viajar, pela questão de as pessoas andarem umas em cima das outras, e é obvio que num avião, também não será benéfico, e caso, exista algum problema e exista algum acidente, a questão será sempre a mesma, será que os passageiros que viajam de pé influenciaram? Mesmo que seja negativa a resposta a esta questão, ficará sempre a dúvida.

Essencialmente, penso que é uma ideia a ser cuidadosamente analisada, e verificar a viabilidade, no entanto, penso que não irá ajudar a interacção cliente-cliente, e de acordo com a lei de Pareto, o avião sobrelotado não vai ajudar a que se crie um serviço minimamente aceitável para o Séc. XXI, e pode mesmo colocar em risco a segurança do voo, e a personalidade dos clientes que no referido voo viajam, tanto em pé, como sentados. Deve-se verificar se não será um querer ganhar a todo custo, e depois perder para outras concorrentes, sendo por questões de insatisfação de clientes, quer por questões de segurança, ou outros motivos.

Penso que tudo tem que ser bem analisado, penso que haverá mercado para as viagens em pé, mas se calhar o ideal até era fazer um só avião com lugares em pé, penso que seria o mais acertado, para minimizar os atritos entre clientes dentro do avião, e de modo desta forma ter uma oferta com mais capacidade e que se diversifique da concorrência.

Penso que seja a solução mais viável, em Prol da segurança e para que a qualidade do serviço não sofra grandes flutuações.

Deixo a questão: Viajaria de pé num avião?

Tenho Dito

RT

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s