Ryanair Ataca a Europa a Partir do Porto…

Ryanair a Revolucionar a Partir do Porto...Pré-visualizar

Ryanair a Revolucionar a Partir do Porto...

Hoje trago uma notícia que parece que veio revolucionar a mobilidade em Portugal, e pode mesmo, colocar em causa grandes obras como o TGV, passo a transcrever a notícia e se seguida faço a minha análise à mesma:

« Ryanair anuncia primeiro voo doméstico entre Porto e Faro

A companhia aérea de baixo custo Ryanair anunciou hoje o seu primeiro voo doméstico em Portugal, entre o Porto e Faro, com quatro frequências semanais a partir de 26 de Outubro

Em conferência de imprensa, o director de marketing e vendas da Ryanair para Espanha, Portugal e Marrocos anunciou ainda um reforço de 140 para 210 milhões de dólares (de 100 para 146 milhões de euros) do investimento na futura base da companhia no Porto – com início de operação agendado para Setembro – em resultado da aquisição por 70 milhões de dólares (48,6 milhões de euros) de um terceiro avião a sedear no Aeroporto Sá Carneiro.

Segundo Luis Fernández-Mellado, os voos entre o Porto e Faro ocorrerão às segundas, quartas e sextas-feiras e aos domingos.

A partir de 27 de Outubro, a Ryanair lançará ainda duas outras novas rotas para a Alemanha a partir do Porto, para Dusseldorf e Baden Baden, com três frequências semanais às terças e quintas-feiras e aos sábados.

Os bilhetes para as novas rotas para Faro, Dusseldorf e Baden Baden estarão à venda na Internet a partir de quinta-feira, sendo que até sexta-feira estarão disponíveis um milhão de lugares a um euro, incluindo taxas de aeroporto, para voos em Outubro e Novembro.

No total, a Ryanair passará a operar 21 rotas no aeroporto do Porto, responsáveis pelo transporte de 1,8 milhões de passageiros/ano.

Questionado sobre a possibilidade de a Ryanair vir a lançar um segundo voo doméstico a partir do Porto, com destino a Lisboa, Luis Fernández admitiu que “tudo pode acontecer no futuro”.

“A Ryanair está a fazer uma grande aposta no Porto e a expandir-se por toda a Europa, arrancando com novas rotas todas as semanas”, disse, acrescentando que, “como o Porto passou a ser uma base [da companhia], é muito provável que vão abrindo novas rotas”.

No início de Julho, o director de comunicação da Ryanair na Europa, Daniel de Carvalho, considerou que a rota Porto/Lisboa “não deixará de ser interessante” quando as obras de expansão previstas permitirem diminuir os actuais condicionamentos do Aeroporto da Portela.

CRISE AUMENTA LUCRO. Relativamente ao impacto da crise económica nos resultados da Ryanair, Luis Fernández afirmou que esta está a assumir-se como uma “oportunidade” para a companhia “crescer e aumentar o número de passageiros”.

“Em 2008 transportámos 57 milhões de passageiros na Europa e, em 2009, esperamos transportar 67 milhões, mais nove milhões, dois dos quais em Portugal”, disse Luis Fernández.

Segundo recordou, entre Abril e Junho a companhia aumentou o lucro em sete vezes, para 136,5 milhões de euros, devido à diminuição do preço dos combustíveis e ao aumento de 11 por cento nos passageiros transportados.

Ainda assim, as receitas mantiveram-se estáveis, nos 775 milhões de euros, tendo o presidente do conselho de administração da ‘low cost’, Michael O’Leary, revisto em baixa as previsões do lucro no exercício 2009/2010 (que termina a 31 de Março) de 300 para 200 a 250 milhões de euros.

O’Leary salientou, contudo, que o modelo de tarifas baixas da Ryanair demonstrou ser um êxito em tempos de crise, permitindo à companhia continuar a reportar lucro, quando muitos dos concorrentes registam quebras no volume de passageiros e “quedas substanciais” dos resultados.»

In: http://www.ionline.pt/conteudo/16830-ryanair-anuncia-primeiro-voo-domestico-porto-e-faro, a 05 de Agosto de 2009, no Jornal I

A minha análise:

Excelente, fantástico, são palavras que podemos usar para qualificar a base da companhia Irlandesa na cidade do Porto.

Apesar de muitas vozes contra, apesar de quase se perder esta oportunidade, a Ryanair consegui abrir uma base no Porto, e com esta situação, fica a ganhar em primeira instância a companhia, mas acima de tudo a cidade, que ganha mais facilmente visitantes, ganha notoriedade, e consolida a cidade, como uma das principais cidades da Europa, e que muitas vezes é renegada para segundo plano em detrimento de cidades europeias, que têm menos qualidade que o Porto.

Infelizmente, desconheço a base do estudo, que levou a Ryanair a abrir uma base na cidade do Porto, mas penso que deve ter sido um estudo isento de influências externas, que geralmente, ensombram estes estudos e em vez de se sair a ganhar, saímos (Portugal) geralmente a perder.

O Porto já tinha apostado num conceito de mobilidade, mesmo acima de algumas cidades europeias, apostando em conseguir levar ao aeroporto o metro, de forma a se poder interligar, todos os transportes, como aviões, barcos, comboios e estradas; poucas cidades se podem gabar de ter uma interligação deste nível, repare-se uma cidade que não consegue ter esta interligação, é a capital, Lisboa não consegue ligar as linhas de caminho de ferro ao aeroporto, a não ser por estrada, o que seria muito útil, pois muitos voos só saem da capital e muitas pessoas usam o comboio como forma de chegar a Lisboa, para esses destinos, caso a Ryanair abra voos brevemente para a capital, pode-se deixar de investir nisso, pois faz-se mesmo o transbordo de avião.

Penso que as três primeiras rotas, são bem escolhidas, sendo que a rota caseira, é algo que à muito se ansiava, mais que a cidade do Porto, penso que começar por cativar nos percursos mais longos, como é o caso de Faro, é algo que vai com certeza fazer a companhia crescer, em notoriedade entre o publico Português, e crescer a nível de lucros.

Com uma, outra rota caseira, como por exemplo, Lisboa, e mantendo o nível de preços praticado actualmente, podemos dizer que o investimento na grande obra como o TGV, vai ser como deitar, recursos fora, ninguém vai querer andar de TGV, pelo preço alto praticado e demorar bem mais que se for de avião, por quantias que podem rondar, com taxas e tudo, cerca de duas dezenas de euros. O automóvel particular, também está ameaçado, face a custos de combustível e portagens, isto a contar que se utilize as redes viárias, mais rápidas como é o caso das auto estradas; é muito caro, o combustível, mais portagens, nos casos em que viagem, poucas pessoas no automóvel, está mesmo fora de questão.

Os governantes que em Setembro próximo, forem indigitados para formar governo, devem ter em ideia que a grande obra TGV, pode já estar a ficar comprometida, pelo menos, se praticar os preços que têm ideia de serem praticados, pois penso que sob ponto de vista ambiental, é um veiculo bem mais limpo que o avião, deve-se verificar se o custo beneficio compensa essa construção.

O mesmo se aplica ao aeroporto de Lisboa, será que deve ser construído nos trâmites programados? Será necessário um tão grande? Porque não manter o da portela para voos de companhias low cost, ou o contrário? Porque não verificar se é mesmo necessário?

Todas estas questões merecem e devem ser equacionadas, senão repara-se que basta uma companhia de viagens low cost, vir revolucionar o conceito de transporte, para o destino das grandes obras nacionais, poder cair por terra.

Um conselho, as mutações em questões aérias tem sido muito céleres.

Deixo a questão: Que pensa das novas rotas da Ryanair a partir da cidade do Porto?

Tenho Dito.

RT

Anúncios

2 pensamentos sobre “Ryanair Ataca a Europa a Partir do Porto…

  1. Excelente. Quantas mais rotas, melhor. Para Roma, dava jeito. E também Praga; não entendo porque a Ryanair tem poucas rotas a partir dessa cidade, nem sequer tem para Londres-Stansted!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s