Internet em Horários Cada Vez Mais Nobre…Será O Fim da Televisão?

Hoje trago, uma notícia sobre algo, que já tenho vindo aqui a falar, a mutação da nossa sociedade, e a transferência de pessoas da televisão para a Internet, como consequência destas mutações, passo a transcrever a notícia seguida do meu comentário:

«Internet: o que nos mantém acordados à noite?

Um estudo sobre o comportamento online realizado pela empresa norte-americana, Arbor Networks, revela que o horário nobre na internet é bem mais tarde do que a maioria das pessoas pensa. Outra surpresa são os hábitos dos internautas noctívagos. Segundo os dados desta empresa, que realizou um dos maiores estudos sobre o tráfego na internet, o pico de “audiências” na web é às 23h00 e mantém-se relativamente elevado até às 03h00 da manhã. Não deixa de ser curioso relembrar que, nos primeiros tempos da internet acessível às massas, o horário nobre às 08h00, quando as pessoas chegavam ao trabalho.
A análise da Arbor mostra o que é que os internautas gostam de fazer à noite. Uma das actividades preferidas são os jogos online, que dificilmente podem ser jogados durante o trabalho ou as aulas. Assim, tráfego para esta categoria cresce mais de 60% depois das 14h00 e atinge o pico entre as 20h00 e as 23h00. Já a conversação por mensagens instantâneas, que é muito constante durante o dia, apenas começa a cair por volta da meia-noite. No que diz respeito aos filmes – muitos deles para adultos -, o estudo revela que é por volta da meia-noite que uma maior afluência é registada.»

In: http://www.ionline.pt/conteudo/26492-internet-o-que-nos-mantem-acordados–noite, a 06 de Outubro de 2009, no Jornal I

O meu comentário:

Devido às mutações que temos assistido na sociedade, nos diversos hábitos que vão sendo alterados de dia para dia, e estamos cada vez mais dependentes da Internet, e em na maior parte dos casos ainda bem.

Ainda não há muito tempo, vim aqui no meu blog, chamar à atenção para uma coisa engraçada, que era que a televisão estava a perder assistentes, para a Internet, o mesmo, fenómeno se passou há alguns anos, em que a rádio perder pessoas para a televisão.

Penso que a explosão da Internet, deve-se à falta de tempo, a que hoje levamos a vida, em que não temos horários fixos, mais concretamente, temos sim horários pessoais, e podemos não ter tempo para ver as notícias às 13H ou às 20H, e desta forma, podemos sempre ver um canal dedicado, ou então irmos consultando de uma forma fraseada ao longo do dia a Internet, para nos mantermos informados.

A televisão, como serviço de consumo, tem vindo a desiludir às novas gerações, pois passa programas que na sua essência, não dizem muito à gerações mais novas, e estas têm mais a fazer na Internet que na televisão, pois fazem parte das tão badaladas e conhecidas, redes sociais, e falam com os amigos pela internet, e ainda jogam on line, a Internet, derrubou muitas fronteiras, que físicas, quer psicológicas, pois consegue reunir os nossos amigos de uma forma efiicaz, rápida e barata, no nosso quarto, incrível não.

Penso que, à velocidade que as pessoas nos dias de hoje vivem, a televisão não satisfaz as necessidades actuais, pois as pessoas têm que estar on line, tem que ver blogs, tem que se divertir, falar e interagir com outras pessoas, e a televisão é mais estática, obrigamos a estar passivamente a assistir, e as pessoas hoje, em dia querem interagir umas com as outras, participar em actividades.

Eu pessoalmente, consigo passar sem ver televisão, mesmo muitos dias, mas não consigo prescindir do meu computador, e da internet, hoje em dia, penso que um computador sem acesso à internet, é me inútil, a não ser que seja dedicado a um objectivo especifico profissionalmente, não o uso para outra situação, eu habitualmente tenho acesso a 95% da informação pela Internet, raramente recorro à televisão, pois considero que os horários dos programas de informação são desenquadrados, e a programação das televisões mais generalistas, são muito para o entretenimento, no entanto, recorro geralmente a canais mais especializados em informação, mas tenho pena que estes só circulem por cabo, e não estejam disponíveis em sinal aberto, pelo menos o serviço publico, penso que deveria emitir nessa opção.

Penso que a televisão, atingiu o período de declínio, é um produto cansado, e que não consegue ter a interacção, o que faz com que seja, relegada para segundo plano, pois através da Internet, podemos ver televisão, sem termos um aparelho físico, a televisão, tende a ter cada vez mais canais mais especializados, e a dirigir-se a nichos de mercado, mas não dou 5 anos, para que a mesma, tenha uma quota de utilização inferior à Internet, nos ditos horários nobres, que cada vez, como acima já mencionei, são mais adaptadas ao estilo de vida de cada um de nós; tal como, aconteceu há uns anos com a rádio, vai acontecer o mesmo com a televisão, sendo que esta, é diferente da rádio, é que ainda nos dias de hoje, ouve-se muita rádio, essencialmente nos nossos automóveis, todos têm equipado com auto rádio de série, mas não vêm equipados com televisão de série, por ser um factor superior de distracção, face ao rádio.

Os directores de programas das televisões, têm neste momento, um grande desafio, é tentar que a sua estação seja a mais vista, e que seja, das ultimas a perder quota de audiência para a Internet, mas será inevitável, pois, é como qualquer produto, tem um ciclo, onde a maturidade da mesma, foi a partir do meio da década de 80 até meio da década em que estamos, agora estamos no declínio, temos a solução, ou se inova para um tipo de televisão mais interactiva em que vemos o que queremos, quando queremos, até porque os espectadores estão cada vez mais exigentes, ou então tentamos atrasar o declínio ao máximo.

Repare-se como as rádios ficaram mais interactivas, e até surgiram rádios mais especializadas, por exemplo, em notícias, e fazem serviços de que estão quase em cima do acontecimento, isto porque, é necessário para agarrar o ouvinte, senão era o fim das receitas publicitárias e consequentemente o fim da estação de rádio.

Como em tudo na vida, o Marketing está no ir de encontro à necessidade do cliente, e a televisão, tem que deixar de ser imperialista e se direccionar para os espectadores, e se adaptar a estes estilos de vida, cada vez mais abruptos, com horários cada vez mais diferenciados, como se pode provar, com a Internet, que é usada para o dito lazer, em horários cada vez mais tardios, o que prova que as vidas e os horários de cada um são cada vez mais dispares.

Deixo a Questão: Que pensa da Internet ser cada vez mais usada em detrimento da Televisão, e existam cada vez mais factores culturais e horários mais diferenciados?

Tenho Dito

RT

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s