Compras pela Internet…Vantagens e Desvantagens…

Comprar Pela Internet...Compensará??       Fonte:www.queroficarrico.com

Comprar Pela Internet...Compensará?? Fonte:www.queroficarrico.com

Hoje, e por ser fim semana, estamos mais pré-dispostos a fazer algumas compras, porque não as fazer com recurso à Internet, será que compensa? Deixo-vos um artigo sobre o assunto, hoje não vou tecer nenhum comentário, deixando ao livre arbítrio de cada um a decisão.

«Compras pela internet saem mais baratas?

Só se estiver a encomendar música e acessórios é que deve ir aos sites estrangeiros. De resto, quem ganha com as encomendas online são os CTT.

A vida de muitas pessoas ficou mais simples quando a internet entrou nas suas vidas. Em alguns casos, essa simplificação representou uma poupança nos orçamentos familiares, como é o caso das despesas de comunicação. Agora, os portugueses estão decididamente lançados na realização de compras através da rede global. Os gastos online aumentaram 670% entre 2000 e 2008, indicam os dados da Marktest, segundo a Computerworld. Contudo, nem sempre é mais barato comprar pela internet.

Só se tiver mobilidade reduzida ou se estiver longe de um centro urbano é que deve encomendar a maioria dos seus produtos pela web. Há muitas situações em que não é mais barato fazer a encomenda online (como é o caso de CD de música nacional) e, quando o preço é mais baixo, as despesas de envio anulam o desconto. O i analisou várias áreas onde os portugueses gastam os seus euros a encomendar pela internet. As visitas realizaram-se aos maiores retalhistas físicos e virtuais. Conclusão: a música estrangeira é uma das poucas coisas em que pode poupar – e muito.

Livros: Fnac contra Fnac A cadeia de origem francesa oferece os melhores preços na internet e nos espaços físicos. Porém, a diferença é muito reduzida: pelo conjunto dos cinco livros mais vendidos nas últimas semanas poupa seis cêntimos, que são absorvidos pelos portes de envio (3,5 euros no mínimo) ou pela comissão de um euro que paga na altura do levantamento da encomenda electrónica numa loja Fnac.

A internet tem outra desvantagem: se comprar numa livraria pode sair logo a ler o livro, pela web pode ter de esperar vários dias – ou semanas. Se encomendar a obra “A História de Edgar Sawtelle”, de David Wroblewski, pelo Wook.pt, a entrega só é realizada após 15 dias.

Música: o nosso forte é o preço A Worten deixa a concorrência física e electrónica para trás quando se compra CD maioritariamente de música portuguesa. Os cinco álbuns mais vendidos, segundo a Associação Fonográfica Portuguesa, ficam 3,3 euros mais baratos do que na Fnac.pt, mesmo excluídos os custos de transporte ou de encomenda. Naturalmente, os retalhistas estrangeiros ficam de fora, porque não vendem os discos compactos nacionais, embora se possa descarregar alguns álbuns nacionais no formato mp3 (“O Homem Que Sou”, de Tony Carreira, custa 9,99 euros na Amazon.fr).

Música estrangeira: descontos até 50% Quando os álbuns do seu desejo são de artistas estrangeiros, a factura pode ficar por metade. A Amazon.co.uk, o braço britânico do maior retalhista electrónico do mundo, deve ser o seu destino: os cinco CD estrangeiros mais vendidos em território nacional ficam por 44,45 euros, mais um custo de transporte de 6,66 euros. Em alternativa, vá à Worten e gaste 72,45 euros.

DVD: O nosso forte continua a ser o preço Os filmes estrangeiros têm o mesmo problema que a música nacional: é preciso comprá-los a uma entidade portuguesa para garantir que trazem as legendas (a não ser que se seja fluente noutra língua). Nesta área, a Worten também dá cartas: um cabaz com os DVD “Twilight”, “Watchmen” e “Quem Quer Ser Bilionário?” fica mais barato no retalhista da Sonae do que em qualquer vendedor virtual.

Roupa e acessórios: quase tudo na Amazon britânica A fraqueza da libra esterlina, que desvalorizou 10% em face do euro nos últimos 12 meses, permite fazer compras na Amazon.co.uk com bons descontos. O modelo Trapped da Swatch chega a Portugal por 107 euros (incluindo transporte), um desconto de 17% em relação ao preço de referência de 130 euros praticado nas lojas nacionais, incluindo as virtuais, como a phenomenon.pt. Nos ténis All Star consegue poupar quase 20 euros e numas calças Levi’s 501, 12 euros. Contudo, a portuguesa Laredoute.pt bate essa proposta (e só paga 3,99 euros de despesas de envio).

Electrónica: compre nas lojas físicas Um portátil Asus 1000HE é dois euros mais barato na lojaasus.com do que na Fnac ou na Worten, mas o transporte do computador fica em 7,5 euros. É difícil encontrar computador mais barato na internet, porque as políticas de preços dos fabricantes não o permitem. É o caso da Apple: um iMac de 20 polegadas a 2,66GHz custa 1099 euros em qualquer lado, até em apple.com/pt. Contudo, pode ser conveniente comprar na net porque fazem a entrega em casa sem custo.

Mesmo nas máquinas fotográficas, não compensa encomendar do estrangeiro. A poupança numa Nikon Coolpix S225 obtida através da Amazon.co.uk não é suficiente para compensar o transporte, já que no El Corte Inglés ou no Jumbo Box pode comprá-la por 119 euros.

In: http://www.ionline.pt/conteudo/22915-compras-pela-internet-saem-mais-baratas, a 14 de Setembro , no Jornal I

Votos de Bom Fim Semana!

Tenho Dito

RT

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s