A Nossa Pequena Homenagem a Rosa Lobato Faria…

Rosa Lobato Faria Fonte: http://www.ionline.pt

O Xavena de Palavras, vem prestar as mais sinceras condolências à Familia e pessoas chegadas de Rosa Lobato Faria.

Perdeu-se uma grande escritora, actriz, e compositora, mas fica um grande trabalho desenvolvido pela mesma.

Passo a transcrever a notícia dada por um diário da nossa praça.

«Morreu Rosa Lobato de Faria

A actriz e compositora estava internada desde ontem com uma anemia grave

Rosa Lobato de Faria morreu hoje, aos 77 anos. A actriz e compositora tinha sido internada ontem devido a uma anemia grave. Já no ano passado, durante o mês de Agosto, a sua saúde tinha dado sinais de alguma debilidade, chegando mesmo a ser internada e obrigada a uma intervenção cirúrgica de emergência, na sequência de uma infecção intestinal grave. A actriz acabaria por melhorar, mas nunca totalmente. Em 2008, a autora de “Sétimo Véu” já tinha sofrido uma grande perda, com a morte do seu marido. “O tempo jamais curará a falta que ele me faz”, confessou na altura.


Nascida em Lisboa, em abril de 1932, Rosa Lobato de Faria começou a publicar aos 63 anos, quando saiu o romance “O pranto de Lúcifer”, em 1995, mas a escrita esteve presente na sua vida desde a infância, com a escrita dos primeiros poemas. O essencial da sua poesia está reunido no volume “Poemas Escolhidos e Dispersos”, editado em 1997.


Entre os seus romances contam-se “A Trança de Inês” (2001), “O Sétimo Véu” (2003) e “A Alma Trocada” (2007), além de várias obras para crianças, traduzidas noutros países.

Esteve várias décadas ligada à televisão, desde que se estreou na RTP como locutora nos anos 1960, tendo integrado como atriz várias telenovelas e séries televisivas.


Como actriz participou, por exemplo, nas novelas “Vila Faia”, “Origens” e “Ninguém como tu” e entrou em séries de comédia como “Humor de perdição” e “A minha sogra é uma bruxa”.

No cinema entrou recentemente nos filmes “Tráfico” (1998) e “A Mulher Que Acreditava Ser Presidente dos Estados Unidos da América (2003)”, ambos de João Botelho.

Escreveu ainda dezenas de letras para canções, muitas delas para festivais da canção.

“As Esquinas do Tempo” foi o último romance publicado em vida. Há ano e meio, numa entrevista divulgada pela Porto Editora, falava com entusiasmo desta obra.»

In: http://www.ionline.pt/conteudo/44926-morreu-rosa-lobato-faria—video, a 02 de Fevereiro de 2010, no Jornal I

As nossas sinceras condolências

RT

Anúncios

2 pensamentos sobre “A Nossa Pequena Homenagem a Rosa Lobato Faria…

  1. meu deus como portugal ficou mais pobre,mais vazio sem a Rosa Lobato de faria…obrigado por tudo o que nos deu e nos ensinou…eterno aplauso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s