Conselhos Para Uma Declaração de IRS Bem Preenchida…Venha Conhecer as Dicas…

IRS Fonte: http://www.dn.pt

No seguimento do Post no dia de ontem, hoje trago mais uns conselhos no que concerne ao IRS, portanto no seguimento do Post aqui ficam mais alguns conselhos, passo a transcrever mas a lucidez do artigo, penso não carece de comentário da minha parte.

« IRS 2009. Os conselhos de quem preenche dez declarações por ano

Siga o guia do i, veja os prazos de entrega da sua declaração e os anexos de que precisa

O período de entrega da declaração do IRS em papel, para trabalhadores dependentes e pensionistas, já começou – mas quem opta pela internet tem mais uns dias para se preparar. A rotina é quase sempre a mesma, mas quanto mais cedo for entregue a declaração, mais cedo os reembolsos chegam.

“O contribuinte deve ir guardando ao longo do ano todas as despesas, o que nem sempre acontece. Na maioria dos casos, não pedem facturas porque não têm noção do que pode ser apresentado como despesa”, refere ao i o fiscalista da Deco, António Ernesto Pinto.

Também é importante não esquecer que há sempre uns “truques” que pode seguir para conseguir o maior reembolso possível. Se por um lado os contribuintes podem deduzir despesas em áreas como educação, seguros, habitação, empréstimos, por outro podem apostar em produtos que tenham benefícios fiscais.

Neste último campo, os Planos Poupança Reforma (PPR) são os mais conhecidos e os que conquistam mais os consumidores portugueses. A par da poupança, este instrumento permite ainda obter um maior reembolso do IRS, que varia consoante a idade. Para usufruir da dedução máxima – 400 euros – um aforrador com menos de 35 anos tem de investir, no mínimo, 2 mil euros. Para idades entre os 35 e os 50 anos só é possível deduzir 350 euros e para quem tem mais de 50 anos o patamar é de 300 euros. No entanto, se resgatar o dinheiro aplicado em PPR fora das condições previstas, terá de devolver os benefícios fiscais usufruídos, além de uma penalização de 10% por cada ano decorrido.

“Aconselho os contribuintes a reforçarem os PPR até ao montante máximo; mais do que isso não é necessário, pois deixam de obter o benefício”, revela o fiscalista. Medida “seguida à risca” pelo presidente do Instituto de Meteorologia, Adérito Serrão. “Chego a reforçar o PPR, durante o ano, para ter o benefício fiscal máximo.”

Gastos com informática também podem ser apresentados na declaração anual, mas só são dedutíveis no IRS em 50%, até 250 euros. Outro factor a ter em conta é que só pode ser apresentado um computador pessoal por ano. Quanto às despesas de saúde, não existe limite de dedução. No entanto, tenha em atenção o IVA: os produtos taxados a 20% só podem ser apresentados mediante receita médica.

Menos conhecidas são as despesas com as energias renováveis que também podem ser apresentadas na sua declaração anual. Por exemplo, uma despesa de 1500 euros nesta área representa uma poupança de 450 euros em IRS.

Recibos verdes Há outras regras a ter em conta para os chamados recibos verdes. Para quem se inscreveu no regime simplificado, 70% do rendimento declarado é considerado para efeitos de tributação. Já os restantes 30% são vistos como encargos próprios da actividade e, como tal, estão livres de impostos.

Já quem optou pela contabilidade organizada pode apresentar na sua declaração anual determinado tipo de despesas, como deslocações, despesas com alimentação, etc. Um factor que pode ser considerado vantajoso, caso as despesas ultrapassem os tais 30% de rendimento.

Maiores facilidades A tarefa de preencher a declaração anual de IRS está cada vez mais facilitada, principalmente para quem opta por entregar os documentos através da internet – uma vez que os próprios serviços das Finanças pré-preenchem grande parte dos dados. Quem tem maiores dúvidas pode pedir ajuda aos postos de atendimento e linha de ajuda das Finanças, ou mesmo recorrer às juntas de freguesia, que anualmente têm vindo a aderir ao protocolo com o Ministério e disponibilizam um balcão para auxiliar os contribuintes.

O fiscalista da Deco reconhece, no entanto, “que nem sempre a informação é muito acessível e as instruções de preenchimento também são muito complicadas”. Segundo o responsável, muitas das dúvidas dos contribuintes estão relacionadas com questões burocráticas. “Basta que a situação se altere – por exemplo, casa-se ou divorcia-se – para que surjam algumas incertezas no preenchimento da declaração.” »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/47763-irs-2009-os-conselhos-quem-preenche-dez-declaracoes-ano, a 22 de Fevereiro de 2010, em Jornal I

Bom Preenchimento!

RT

Anúncios

2 pensamentos sobre “Conselhos Para Uma Declaração de IRS Bem Preenchida…Venha Conhecer as Dicas…

  1. GOSTEI MUITO DE VER O TEU FACEBOOK, está muito bem eleborado continua assim o teu trabalho, para aprender-mos algumas coisas e rever outras, sempre ao dispor.
    Cumprimentos

    • Olá Manuel Jerónimo

      Desde já agradeço a sua participação no meu blog.

      Ainda bem que o meu trabalho o agrada, e espero que agrade a muitos mais pessoas, eu faço o Xavena de Palavras com muito gosto, e espero que sempre seja uma mais valia para alguém que pode ter algum problema, ter alguma necessidade, ou mesmo um desejo, e possa encontrar no mesmo auxilio.
      Penso que, no geral, tento ser o mais lato possível, de modo, a que tenha as soluções para os problemas mais heterogéneos.

      Sem mais agradeço

      RT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s