Qual Tal Uma Saída à Noite…Conheça Aqui O Roteiro de Bares de Porto e Lisboa, Organizados Por Faixas Etárias…

Bares no Porto e Lisboa... Fonte: http://www.ionline.pt

Hoje trago um artigo interessante que li num diário da nossa praça no decorrer do dia de ontem, trata-se de um roteiro de bares, onde se pode ir a noite, quer para beber um copo, quer para dançar, ou mesmo ouvir uma musica agradável, passo a transcrever o mesmo, mas não vou comentar o mesmo, pois trata-se de uma publi-reportagem.

«Bares para todas as idades

Saiba onde estão os copos certos para as diferentes faixas etárias. Em Lisboa e no Porto, para todos os gostos e requintes.

Quem costuma sair à noite certamente já reparou que há sítios onde predominam certas faixas etárias. Não estamos aqui a dizer que aquele bar não é para os velhos, nem que no outro os estudantes não entram, porque nós somos muito democráticos. Mas se quiser encontrar pessoas com uma idade específica, estes são bons sítios por onde começar.

Menos de 18 anos

Botica

Depois de mais uma semana de aulas, muitos adolescentes começam a noite de sexta-feira na Botica, em Santos. A especialidade da casa? Cerveja barata (tão barata que há quem se abasteça lá mesmo depois de jantar) e pratos que não pesam na carteira.

Avenida D. Carlos I, 92, Lisboa. 213 964 465. www.abotica.pt

Marretas Bar

Quem passa por Santos numa sexta-feira – a mais adolescente das noites – sabe que pode contar com ruas repletas de adolescentes ébrios e bares ainda mais cheios. Passados perto de dez anos, o Marretas continua a ser dos mais concorridos. A chave do sucesso? Copos mesmo muito baratos e promoções do género “pague um, leve dois”.

Rua das Janelas Verdes, 16, Lisboa. 213 976 754

Loft

Já foi a Indústria, durante algum tempo respondeu pelo nome People, hoje é apenas The Loft. É também o destino final dos sub-18 durante o fim-de-semana, e quem tiver filhos nessas idades conhece certamente o nome. Lá dentro passa um house pouco inspirado, do género muda-o-disco-mas-toca-o-mesmo, só que a miudagem não se importa.

Rua do Instituto Industrial, 6, Lisboa. 213 964 841. www.theloft.pt


Piolho d’Ouro

Os 100 anos do Café Âncora d’Ouro, aliás O Piolho, agora rebaptizado Piolho d’Ouro, não se reflectem na idade do seu público. Para os mais novos, é hoje sítio obrigatório para começar a noite na Baixa do Porto. Ou até para não sair de lá, agora que fecha às 4h00. A cerveja rola em copos de plástico e há uma multidão permanente, a conversar, quer dentro quer na rua. Um clássico.

Praça Parada Leitão, 45, Porto. 222 003 749. www.cafepiolho.com

18-25 anos


Lábios de Vinho

Os anos passam e o elenco muda, mas o Lábios de Vinho continua a ser “o” bar do Bairro para a geração “Morangos com Açúcar”. Tem bebidas baratas e amendoins para acompanhar. E nos fins-de-semana em que não chove é um dos principais responsáveis pelos engarrafamentos na Rua do Norte.

Rua do Norte, 52, Lisboa. 213 420 597

Caricaturas Bar

Quer conhecer Erasmus e não sabe onde se escondem? Não tema, caro leitor. Basta ir até ao final (ou ao início, depende de onde vem) do Bairro Alto e parar no Caricaturas. Há copos de cerveja e shots a preços convidativos. E estudantes de todas as nacionalidades, incluindo muitos portugueses.

Rua Teixeira, 1, Lisboa. 213 420 597

Gossip

A bem da verdade, e em teoria, o público do Gossip muda de noite para noite. Mas se é certo que as quintas estão reservadas aos universitários, nas outras noites também é normal ver por lá muita malta com 20 e poucos anos. Considerando a decoração fresca, o ar clean e o som mais comercial, ninguém diria que veio substituir o antigo Queens.

Rua da Cintura do Porto de Lisboa, Armazém H – Naves A-B, Lisboa. 213 955 870

Café au Lait

Em 2007, Pedro Araújo criou este simpático café-bar muito anos 50 no epicentro da movida dos Clérigos. Hoje é ponto de encontro obrigatório, todos os dias, dia e noite. Aliás, é o único bar que funciona bem mesmo nos primeiros dias da semana. Abre muito antes do Sol se pôr, serve refeições ligeiras e tem internet wireless. E à noite abriga DJ.

Rua Galeria de Paris, 46, Porto. 222 025 016. www.cafeaulait-porto.blogspot.com

25-45 anos

Bicaense Café

É na Bica que muitos jovens profissionais de Lisboa se reúnem todas as noites. Hoje ninguém discute esta evidência, mas sem a Bicaense, com os seus quase 11 anos, a situação seria bem diferente. A qualidade da música é uma constante naquele que continua a ser um poiso de actores e gentes ligadas às artes.

Rua da Bica de Duarte Belo 42 A, Lisboa. 210 156 040. www.myspace.com/bicaense

Maria Caxuxa

O início da Rua da Barroca é provavelmente o trecho mais congestionado do Bairro Alto. E o Maria Caxuxa é o principal culpado. À medida que a noite avança, arranjar mesa torna-se mais difícil, e a dada altura chega a ser impossível encontrar sequer um lugar de pé dentro de um bar que, apesar de ter perto de cinco anos, já é uma referência.

Rua da Barroca 6/12, Lisboa. 965 039 094

LuxFrágil

Não se pode falar de noite em Portugal sem referir o Lux, porque não há outro espaço assim no país. Porque é lá que a maior parte das noites alfacinhas acaba. Porque passados 11 anos continua a ser o espaço nocturno mais vanguardista da capital. Porque se ainda não teve uma noite memorável no Lux, ou é muito novo, ou não costuma sair em Lisboa.

Av. Infante D. Henrique, Armazém A, Lisboa. 218 820 890 www.luxfragil.com

3C

Pode nem ser daí que vem o nome, mas a verdade é que este 3C é três coisas. É um restaurante que também é bar e que descamba para a dança. A música é centrada no período compreendido entre as décadas de 70 e 90, e é o novo sítio preferido dos fozeiros na Baixa. Mais até que o Twins Baixa, mesmo ali ao lado.

Rua Cândido dos Reis, 18, Porto. 222 018 247 www.clube3c.pt

Mais de 50 anos

Old Vic

Daqueles bares onde ainda se pode conversar, com campainha à porta e empregados impecavelmente vestidos. Os seus sofás de veludo são uma opção perfeita para os mais velhos, à vontade com um ambiente mais formal. Ou (confessamos) para os mais novos que também acham piada ao aspecto da sala.

Travessa Henrique Cardoso 41-43, Lisboa 217 978 395

Procópio

Outro bar bem frequentado, onde ainda é preciso tocar à campainha. Fica na zona das Amoreiras e se é verdade que atrai um público cada vez mais jovem, ninguém pode negar que continua a haver um público mais crescido (e que talvez ainda nem saísse antes do 25 de Abril, quando a sala abriu) que não dispensa o Procópio.

Rua João Penha 21 A, Lisboa 213 852 851

Skones

Teria sido mais fácil incluir a discoteca do Cais da Viscondessa nesta lista há uns anos, quando ainda se chamava Stones e era poiso de cinquentões com comboios de apelidos. Hoje, no Skones, a clientela é mais diversificada, mas a porta é selecta e o público mais maduro continua a sentir-se à vontade.

Rua da Cintura – Cais da Viscondessa, Lisboa 213 932 930. www.grupo-k.pt/skones.swf

Club 21

Criado nos anos 70, este pub à inglesa continua a ser local de eleição para gente do futebol, da política e dos jornais. Discreto e familiar, no quarteirão Grahams/Foco, é ideal para conversas recatadas. Também é restaurante: o rosbife à inglesa ou os miminhos de boi à moda do chefe são já dois clássicos.

Rua Cândido dos Reis, 18, Porto. 222 018 247

Com Rodrigo Affreixo»

In: http://www.ionline.pt/conteudo/48559-bares-todas-as-idades, a 26 de Fevereiro de 2010, em Jornal I

Bons Copos!

RT

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s