Conselhos Para Superar o Desemprego…Saiba Como…

Como Contornar o Desemprego.... Fonte: http://www.agenciafinanceira.iol.pt

Hoje trago um bom livro que recomendo, infelizmente a todos os que estão no desemprego, e que como eu, tentam conseguir um emprego para conseguir sobreviver, passo a transcrever mas não vou comentar o livro, pois ainda não o consegui ler, mas fica aqui a sugestão.

« Está no desemprego? Saiba como superar

Desde o momento da notícia até ao tudo por tudo para voltar a ter um emprego, um psicólogo e economista espanhol dá-lhe a fórmula para superar todas as fases

O autor do livro «E se eu for despedido?» passou por Portugal e revelou à Agência Financeira os segredos do seu «guia para o desemprego». Desde a altura em que o seu chefe lhe dá a triste notícia até ao momento em que dá o tudo por tudo para voltar a ter um emprego, o escritor espanhol, licenciado em economia e em psicologia clínica e industrial, dá-lhe conselhos para superar todas as fases da melhor forma possível.

O psicólogo chega a comparar o processo de alguém que fica no desemprego ao de quem acaba de saber que sofre de um cancro terminal. «A primeira etapa é a da negação, seguida da ira, negociação, depreciação e, finalmente, aceitação». Apenas a partir da aceitação, uma pessoa pode começar a acção construtiva: olhar para o futuro, traçar objectivos e ir em busca dos mesmos.

Para Marcos Chicot, a fase inicial é a mais dura: superar o choque. A melhor forma de o conseguir é dar uns dias a si mesmo. «A dor precisa de tempo e que se fale dela. Apoie-se em quem está à sua volta», aconselha.

O que não fazer?

Imediatamente após, há que controlar a ira porque pode ter consequências muito negativas a médio e longo prazo. «A sua empresa que o acaba de despedir é o veículo mais importante para outro emprego». Através dela pode estabelecer contactos, a partir de anteriores chefes, clientes ou colegas. «Recorra a eles e peça-lhes que o ponham em contacto com outras empresas, distribuam o seu currículo ou peça simplesmente referências».

O próximo passo será ultrapassar o quanto antes a fase de isolamento e inactividade. Comunicar com os outros é a chave. «Arranje uma rotina diária como a que tinha antes: ponha o despertador para uma determinada hora, estabeleça contactos. Não se lembra de nada para fazer? Vá passear e trate do seu corpo e aspecto físico».

Desempregados com mais de 50 anos devem apostar na formação

Aqui, também a família é muito sacrificada. «É inevitável que o ambiente familiar fique tenso. É importante saber que temos que dialogar muito mais e até as crianças devem saber o que se passa».

Mais. As famílias têm ainda mais dificuldade em gerir o seu orçamento, pelo que «é preciso fazer uma economia de guerra». «Não sabemos até quando esta crise vai durar. Faça uma análise escrita das receitas, custos e património para ver o que pode fazer em cada uma delas». Caso tenha créditos, o melhor que tem a fazer é falar com o banco. «É o primeiro interessado em que não deixe de pagar. Já têm demasiadas pessoas nessa situação». No entanto, não deixe de pagar uma prestação, a menos que seja impossível. «Vai estar a por em risco a sua casa e só vai ganhar em comissões e taxas de juro».

O factor idade não ajuda neste processo, mas também pode ser ultrapassado. «Ser mulher, mais velho ou ser um jovem sem experiência, torna mais difícil conseguir um emprego, mas não tem que ser assim. A atitude positiva faz toda a diferença».

Mas afinal, qual a melhor forma de encontrar trabalho? Para Marcos Chicot, a primeira ferramenta a que deve recorrer é a sua rede de contactos. «70% dos postos de trabalho são conseguidos através da rede de contactos, o que significa que lhe restam 30% de hipóteses nos restantes canais». Depois, deverá recorrer aos meios tradicionais: anúncios de jornais, portais de emprego, empresas de recursos humanos. «Para fazer a diferença, tente ser o primeiro a responder. O seu currículo deve conter as experiências e realizações. Acrescente ainda uma carta de recomendação». »

In: http://www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/emprego-desemprego-trabalho-marcos-chicot-encontrar-trabalho-desempleo/1142497-1730.html, a 8 de Março de 2010, em Agência Financeira

Boas Leituras

RT

Anúncios

2 pensamentos sobre “Conselhos Para Superar o Desemprego…Saiba Como…

  1. adorei a dica, pois estou desempregada a 8 meses, e ja xto no limite. ms apesar de tudo a vida continua. cabeça pra frente e BATER PORTAS É CLARO.

    • Olá Andreia

      Desde já agradeço a sua participação no blog.

      Ainda bem que gostou das dicas, este blog tem como fundamento a responsabilidade social, tentando sempre de alguma forma zelar pelo bem estar das pessoas e poder as auxiliar na sua vida, que pessoal ou neste caso profissional.

      Sem mais agradeço

      RT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s