Roteiro da Tailândia… Para Se Seguir Na Cidade de Lisboa…Conheça Aqui os Detalhes…

Restaurante Sukhotai Fonte: http://www.ionline.pt

Hoje trago, e confesso que um pouco atrasado, pois o post deveria ter saído no dia de ontem, no entanto, penso que hoje ainda vai a tempo, trata-se de um roteiro que vi num diário da nossa praça sobre um fim-de-semana tailandês, mas em plena capital portuguesa. Passo a transcrever o referido artigo, no entanto, não vou comentar o mesmo, pois trata-se de um roteiro.

«Eu não ser chinês, eu ser tailandês. Pelo menos este fim-de-semana

Em 2011 comemoram-se 500 anos da chegada dos portugueses à Tailândia. Para se ir preparando, deixe-se levar pelos prazeres tailandeses possíveis em Lisboa. Das massagens ao muay thai

Sexta-feira

Faça um tratamento secreto no Sukkee Spa
Para começar a desligar de Portugal, nada melhor como introdução a este fim-de- -semana tailandês do que uma visita ao Sukkee Spa, cujo nome significa “felicidade”. A massagem nuad boran ou thai é a mais pedida, mas para começar o fim–de-semana sugerimos algo menos intenso. O tratamento Sukkee Secret of Siam funcionará quase como um teletransporte automático até à Tailândia, sem as tortuosas 12 horas enfiado num avião. O tratamento consiste numa esfoliação aromática a quatro mãos, seguida de massagem aromática, isto é, executada por duas terapeutas em simultâneo. Este tratamento desenvolvido pelo SukkeeSpa torna a pele mais macia e relaxa o corpo. Custa €135.

Rua Latino Coelho, 69, r/c, Lisboa. Tel: 926 601 529. http://www.sukkeespa.com

Compras no Martim Moniz
Por cá não existe nenhum supermercado onde só se vendam produtos tailandeses, mas em qualquer supermercado da Mouraria e do Martim Moniz vai encontrar muitos que lhe permitirão preparar um prato típico: seja caril verde, leite de coco, noodles ou arroz de jasmim.

Experimente o supermercado Chinês Hua Ta Li (Rua Fernandes da Fonseca, 16 – Martim Moniz) ou a Popat Store, no Centro Comercial da Mouraria, loja 251-252.

Inscreva-se numa aula de muay thai
Não é uma modalidade para todos, apesar de estar aberta a homens e mulheres. Conhecido na Tailândia como a luta da liberdade, o muay thai é uma arte marcial com mais de dois mil anos, criada pelo povo tailandês para defesa nas suas guerras e, nos dias de hoje, para manter uma saúde invejável. Se quiser descobrir o sítio ideal para si, recomendamos que consulte a Federação Portuguesa de Muay Thai, mas deixamos uma sugestão: no ginásio Topázio as aulas são às segundas, quartas e sextas, às 10h e às 19h15. Os valores dependem do número de vezes que se for por semana e podem ir dos €25 aos €40. As aulas destinam-se a toda gente; nem todos têm de ir a combate – pode fazer-se só por manutenção.

Ginásio Topázio, R. Dr. Abel Varzim, 5, Alfornelos – Amadora. Tel: 214 744 568.

Jante no Bangkok Thaimoods
O dono é indiano, mas toda a restante equipa é tailandesa e, por isso, as maiores especialidades da cozinha siamesa fazem parte da lista deste restaurante de Cascais. Os vegetarianos estão em terreno favorável, já que a ementa contempla vários pratos sem carne como o caril verde de tofu. Mas há muita variedade nesta casa: pratos de peixe, camarão, noodles, frango, vários tipos de arroz e até um caril de pato. Para acompanhar, a típica cerveja Singha.

Rua das Flores, 18, Cascais. Tel: 214 864 501

Sábado

Curso de cozinha no Sete Pecados
Percorrendo a ementa deste restaurante encontram-se todos os sabores da Tailândia, mas mais do que deliciar os clientes com as especialidades do Reino de Sião, o Sete Pecados ensina a cozinhar uma refeição completa (entrada, sopa, prato e sobremesa). Os cursos decorrem normalmente aos sábados de manhã, com um mínimo de cinco e um máximo de dez pessoas. Durante duas horas, a cozinheira tailandesa ensina os segredos daquela que é considerada por muita gente a melhor cozinha do mundo, pela frescura dos ingredientes e pelos aromas. Os pratos vão desde os salteados cozinhados ao vapor aos pratos vegetarianos e sopas, sem nunca esquecer o arroz jasmim e os noodles. No final do curso, o prémio é comer o que se cozinhou.

O curso custa €35 por pessoa. Sete Pecados by Siam Square, Av. Luís Bívar, 7A, Lisboa. Tel: 213 160 529.

Visite o Museu do Oriente
Já de barriga cheia, prepare-se para uma tarde cultural no Museu do Oriente. Aqui vai ficar a conhecer mais um pouco desta cultura através de campos temáticos distintos como a história, a arte e a antropologia. A Tailândia já foi um dos temas das festas que o museu realiza frequentemente e uma parte da colecção Kwok On é dedicada a este país. Os tailandeses acreditam em espíritos (phi) que estão na origem da maior parte das desgraças e das doenças, por isso muitos dos objectos que aqui se encontram em exposição são amuletos que protegem contra os génios e espíritos malignos. O budismo, principal religião da Tailândia, está representado em muitos outros objectos e gravuras.

Museu do Oriente, Av. Brasília, Doca de Alcântara (Norte), Lisboa. Bilhete: €4. Terça-feira a domingo: 10h-18h. Sexta-feira: 10h-22h (entrada gratuita das 18h às 22h.)

Jante no Sukhotai
Mais do que um restaurante e um espaço comercial, o Sukhotai considera-se uma casa tailandesa em Portugal. Para o comprovar, basta consultar a informação enciclopédica sobre a história da Tailândia no seu site e a agenda cultural que a casa promove frequentemente. Não é apenas por ter pouco espaço que este restaurante em pleno Bairro Alto está sempre cheio; a verdadeira culpada é a comida deliciosa. E é por isso que muitos dos clientes vêm aqui matar saudades depois de umas férias na Tailândia. Na lista encontram velhos amigos, como os tod-man-pla, famosos pastéis de peixe com ervas tailandesas fritas, servidos com molho agridoce de pepino e polvilhados com amendoins crocantes, tom-yam-kung, sopa tailandesa picante, com leite de coco e camarões, e vários pratos como pad thai, massa de arroz tailandês frito com camarão ou galinha com caril verde tailandês. Uma delícia. Depois disto tudo, e já que está no Bairro Alto e é sábado à noite, siga para a rua.

Rua da Atalaia, 77 (Bairro Alto), Lisboa. Tel: 21 343 21 59.

Domingo

Faça um curso de carving
Não é só pelos aromas e pela frescura dos ingredientes que a gastronomia tailandesa é uma das melhores do mundo, mas também pela decoração dos pratos e dos alimentos esculpidos. Os olhos também comem. Na Tailândia, frutas e vegetais são esculpidas em diferentes formas, numa arte que tem sido passada de geração em geração. O restaurante Sawasdee em Cascais está neste momento em remodelação, mas continua a organizar cursos de carving para quem quiser aprender. Custam 105 euros e têm uma duração de 10 horas.

Tel: 919 905 133/919 888 484

Receba uma massagem tailandesa na Medithai
Num spa tailandês, tudo começa com um banho de pés e no Medithai, um centro tailandês de massagens terapêuticas, não é diferente. Aproveite. Se não souber o que é uma massagem thai, só depois de ter feito uma é que vai perceber que, neste caso, a designação de massagem é um eufemismo. A sua primeira reacção pode ser “socorro, estou a ser atropelado por um tailandês”, porque o processo é bastante activo e quase parece uma aula de yoga. A massagem thai combina alongamentos e acupressão. Os terapeutas andam literalmente por cima de si. Mas não se aflija; são tailandeses provenientes das melhores escolas de massagem do país. Sabem o que fazem e, no final, vai saber muito bem. Custa €35 (50 minutos) ou €45 (80 minutos).

Alameda dos Oceanos, Lt. 4.43.01P – loja 10/12, Lisboa. Tel: 218 943 067. http://www.medithai.pt »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/55531-eu-nao-ser-chines-eu-ser-tailandes-pelo-menos-este-fim-de-semana, a 16 de Abril de 2010, em Jornal I

Boas Compras

RT

Hoje trago, e confesso que um pouco atrasado, pois o post deveria ter saído no dia de ontem, no entanto, penso que hoje ainda vai a tempo, trata-se de um roteiro que vi num diário da nossa praça sobre um fim-de-semana tailandês, mas em plena capital portuguesa. Passo a transcrever o referido artigo, no entanto, não vou comentar o mesmo, pois trata-se de um roteiro.

«Eu não ser chinês, eu ser tailandês. Pelo menos este fim-de-semana

Em 2011 comemoram-se 500 anos da chegada dos portugueses à Tailândia. Para se ir preparando, deixe-se levar pelos prazeres tailandeses possíveis em Lisboa. Das massagens ao muay thai

Sexta-feira

Faça um tratamento secreto no Sukkee Spa
Para começar a desligar de Portugal, nada melhor como introdução a este fim-de- -semana tailandês do que uma visita ao Sukkee Spa, cujo nome significa “felicidade”. A massagem nuad boran ou thai é a mais pedida, mas para começar o fim–de-semana sugerimos algo menos intenso. O tratamento Sukkee Secret of Siam funcionará quase como um teletransporte automático até à Tailândia, sem as tortuosas 12 horas enfiado num avião. O tratamento consiste numa esfoliação aromática a quatro mãos, seguida de massagem aromática, isto é, executada por duas terapeutas em simultâneo. Este tratamento desenvolvido pelo SukkeeSpa torna a pele mais macia e relaxa o corpo. Custa €135.

Rua Latino Coelho, 69, r/c, Lisboa. Tel: 926 601 529. http://www.sukkeespa.com

Compras no Martim Moniz
Por cá não existe nenhum supermercado onde só se vendam produtos tailandeses, mas em qualquer supermercado da Mouraria e do Martim Moniz vai encontrar muitos que lhe permitirão preparar um prato típico: seja caril verde, leite de coco, noodles ou arroz de jasmim.

Experimente o supermercado Chinês Hua Ta Li (Rua Fernandes da Fonseca, 16 – Martim Moniz) ou a Popat Store, no Centro Comercial da Mouraria, loja 251-252.

Inscreva-se numa aula de muay thai
Não é uma modalidade para todos, apesar de estar aberta a homens e mulheres. Conhecido na Tailândia como a luta da liberdade, o muay thai é uma arte marcial com mais de dois mil anos, criada pelo povo tailandês para defesa nas suas guerras e, nos dias de hoje, para manter uma saúde invejável. Se quiser descobrir o sítio ideal para si, recomendamos que consulte a Federação Portuguesa de Muay Thai, mas deixamos uma sugestão: no ginásio Topázio as aulas são às segundas, quartas e sextas, às 10h e às 19h15. Os valores dependem do número de vezes que se for por semana e podem ir dos €25 aos €40. As aulas destinam-se a toda gente; nem todos têm de ir a combate – pode fazer-se só por manutenção.

Ginásio Topázio, R. Dr. Abel Varzim, 5, Alfornelos – Amadora. Tel: 214 744 568.

Jante no Bangkok Thaimoods
O dono é indiano, mas toda a restante equipa é tailandesa e, por isso, as maiores especialidades da cozinha siamesa fazem parte da lista deste restaurante de Cascais. Os vegetarianos estão em terreno favorável, já que a ementa contempla vários pratos sem carne como o caril verde de tofu. Mas há muita variedade nesta casa: pratos de peixe, camarão, noodles, frango, vários tipos de arroz e até um caril de pato. Para acompanhar, a típica cerveja Singha.

Rua das Flores, 18, Cascais. Tel: 214 864 501

Sábado

Curso de cozinha no Sete Pecados
Percorrendo a ementa deste restaurante encontram-se todos os sabores da Tailândia, mas mais do que deliciar os clientes com as especialidades do Reino de Sião, o Sete Pecados ensina a cozinhar uma refeição completa (entrada, sopa, prato e sobremesa). Os cursos decorrem normalmente aos sábados de manhã, com um mínimo de cinco e um máximo de dez pessoas. Durante duas horas, a cozinheira tailandesa ensina os segredos daquela que é considerada por muita gente a melhor cozinha do mundo, pela frescura dos ingredientes e pelos aromas. Os pratos vão desde os salteados cozinhados ao vapor aos pratos vegetarianos e sopas, sem nunca esquecer o arroz jasmim e os noodles. No final do curso, o prémio é comer o que se cozinhou.

O curso custa €35 por pessoa. Sete Pecados by Siam Square, Av. Luís Bívar, 7A, Lisboa. Tel: 213 160 529.

Visite o Museu do Oriente
Já de barriga cheia, prepare-se para uma tarde cultural no Museu do Oriente. Aqui vai ficar a conhecer mais um pouco desta cultura através de campos temáticos distintos como a história, a arte e a antropologia. A Tailândia já foi um dos temas das festas que o museu realiza frequentemente e uma parte da colecção Kwok On é dedicada a este país. Os tailandeses acreditam em espíritos (phi) que estão na origem da maior parte das desgraças e das doenças, por isso muitos dos objectos que aqui se encontram em exposição são amuletos que protegem contra os génios e espíritos malignos. O budismo, principal religião da Tailândia, está representado em muitos outros objectos e gravuras.

Museu do Oriente, Av. Brasília, Doca de Alcântara (Norte), Lisboa. Bilhete: €4. Terça-feira a domingo: 10h-18h. Sexta-feira: 10h-22h (entrada gratuita das 18h às 22h.)

Jante no Sukhotai
Mais do que um restaurante e um espaço comercial, o Sukhotai considera-se uma casa tailandesa em Portugal. Para o comprovar, basta consultar a informação enciclopédica sobre a história da Tailândia no seu site e a agenda cultural que a casa promove frequentemente. Não é apenas por ter pouco espaço que este restaurante em pleno Bairro Alto está sempre cheio; a verdadeira culpada é a comida deliciosa. E é por isso que muitos dos clientes vêm aqui matar saudades depois de umas férias na Tailândia. Na lista encontram velhos amigos, como os tod-man-pla, famosos pastéis de peixe com ervas tailandesas fritas, servidos com molho agridoce de pepino e polvilhados com amendoins crocantes, tom-yam-kung, sopa tailandesa picante, com leite de coco e camarões, e vários pratos como pad thai, massa de arroz tailandês frito com camarão ou galinha com caril verde tailandês. Uma delícia. Depois disto tudo, e já que está no Bairro Alto e é sábado à noite, siga para a rua.

Rua da Atalaia, 77 (Bairro Alto), Lisboa. Tel: 21 343 21 59.

Domingo

Faça um curso de carving
Não é só pelos aromas e pela frescura dos ingredientes que a gastronomia tailandesa é uma das melhores do mundo, mas também pela decoração dos pratos e dos alimentos esculpidos. Os olhos também comem. Na Tailândia, frutas e vegetais são esculpidas em diferentes formas, numa arte que tem sido passada de geração em geração. O restaurante Sawasdee em Cascais está neste momento em remodelação, mas continua a organizar cursos de carving para quem quiser aprender. Custam 105 euros e têm uma duração de 10 horas.

Tel: 919 905 133/919 888 484

Receba uma massagem tailandesa na Medithai
Num spa tailandês, tudo começa com um banho de pés e no Medithai, um centro tailandês de massagens terapêuticas, não é diferente. Aproveite. Se não souber o que é uma massagem thai, só depois de ter feito uma é que vai perceber que, neste caso, a designação de massagem é um eufemismo. A sua primeira reacção pode ser “socorro, estou a ser atropelado por um tailandês”, porque o processo é bastante activo e quase parece uma aula de yoga. A massagem thai combina alongamentos e acupressão. Os terapeutas andam literalmente por cima de si. Mas não se aflija; são tailandeses provenientes das melhores escolas de massagem do país. Sabem o que fazem e, no final, vai saber muito bem. Custa €35 (50 minutos) ou €45 (80 minutos).

Alameda dos Oceanos, Lt. 4.43.01P – loja 10/12, Lisboa. Tel: 218 943 067. http://www.medithai.pt »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/55531-eu-nao-ser-chines-eu-ser-tailandes-pelo-menos-este-fim-de-semana, a 16 de Abril de 2010, em Jornal I

Boas Compras

RT

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: