O Hotel Mais Querido Pelos Artistas Vai Ser Vendido…

Hotel Mais Conhecido Pelos Artistas Fonte: http://www.ionline.pt

Hoje trago uma notícia sobre curiosidade sobre um hotel, passo a transcrever a referida peça jornalística.

« Chelsea, o hotel mais desejado pelos artistas vai ser vendido

A casa de todos os artistas e escritores, em Nova Iorque, está no mercado. Construído em 1883, foi imortalizado em canções e filmes

Que hotel no mundo se pode orgulhar de ter acolhido quase todos os artistas, músicos, pensadores, actores e escritores mais conhecidos da história? Que hotel tem mais músicas a si dedicadas do que uma musa inspiradora, curvilínea e de pestanas compridas?

A resposta é só uma: Hotel Chelsea. Chelsea Hotel, para os amigos. Arthur Miller viveu ali, com Marilyn Monroe. E Bob Dylan escreveu canções nos quartos de Chelsea, tal como Leonard Cohen. Construído em 1883, é um dos ícones de Nova Iorque e foi, até 1899, o edifício mais alto da cidade, com doze andares. O Hotel Chelsea nasceu como a primeira cooperativa privada de apartamentos da cidade, tendo-se transformado em hotel em 1905, mantendo, no entanto, a lógica dos apartamentos para arrendar. Hoje conta com 125 quartos e 101 unidades residenciais.

Desde 1946 que o hotel está nas mãos de três famílias que agora decidiram vender o edifício. “Está na altura de deixar que um novo proprietário com, talvez, algumas ideias e recursos inovadores, revitalize e dê uma nova energia ao Chelsea”, referiu em comunicado Paul Brounstein, um dos proprietários do hotel.

“Adoro este sítio, mais do que qualquer outra coisa, mas faz sentido. Olhamos em volta e o quê? Este é o único sítio do mundo que não muda? Isso não faz sentido. Claro que tem de mudar”, referiu David Linter, um dos moradores do Hotel Chelsea, ao canal NY1.

No comunicado, os proprietários acrescentam ainda que “irão sentir falta do espírito do edifício, bem como dos moradores”. “Mas sabemos que o Chelsea vai ser sempre uma referência e local de passagem obrigatória para as grandes mentes criativas do passado, presente e futuro”, referem.

Quanto ao futuro dos moradores, é uma questão ainda envolta em dúvida. A carta que receberam por parte dos proprietários não explica o que poderá acontecer.

Uma portuguesa em Chelsea

Rita Barros é fotógrafa, mudou-se para Nova Iorque em 1980 e desde 83 que vive no Hotel Chelsea. É autora do livro “Quinze Anos: Chelsea Hotel”, publicado em 1999.

Rita foi apanhada de surpresa pela carta dos proprietários: “As razões invocadas são pouco compreensíveis dado que o prédio que funciona como hotel e residências continua a ser rentável mesmo durante esta recessão. É um golpe difícil de digerir. O hotel, mais do que um prédio de interesse público, representa uma verdadeira comunidade de pessoas com interesses comuns e maneiras de viver semelhantes. O lobby, com as paredes cobertas de obras de residentes ou antigos residentes, acaba por ser a sala de estar onde negócios são feitos, filmes planeados e diferentes grupos se encontram para trocar ideias.”

Muitas das obras de arte expostas no hotel, foram doadas pelos artistas como forma de pagamento pelos quartos. O preço pelo qual o hotel será colocado no mercado não é ainda conhecido.»

In: http://www.ionline.pt/conteudo/84359-chelsea-o-hotel-mais-desejado-pelos-artistas-vai-ser-vendido, a 21 de Outubro de 2010, em Jornal I

RT

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s