Uma Peixaria Peculiar…Em Plena Cidade de Lisboa…

Uma Peixaria Peculiar... Fonte: http://www.ionline.pt

Hoje trago uma notícia sobre uma peixaria, desta feita uma peixaria fora do comum, ora vejam na peça que transcrevo a seguir.

« Peixaria Moderna. Quase Tudo o que vem à rede é peixe

Porque a Sea Me só tem um prato de carne. A peixaria vanguardista de Lisboa tem sushi, mas pode ir lá só comprar um carapau

Há profissões carregadas de preconceitos e há as peixeiras. A mulher que vende peixe não tem um rótulo à cintura com uma série de informações preconcebidas – tem um avental. E por detrás desse avental está um símbolo. Um dos ícones mais carismáticos do sector terciário, a peixeira é amada e respeitada, mas não pode escapar a imagem de mulher de buço, mãos nas ancas e versejar infantil: “Olhà sardinha, fresquinha e salgadinha.”

Mas isto pode ser uma imagem do passado. Ao entrar na Sea Me – Peixaria Moderna, a peixeira do Bolhão parece um achado arqueológico.

“Quisemos recriar o ambiente de uma peixaria antiga”, explica Marta Borges, gerente do espaço na Rua do Loreto, Lisboa, aberto desde 16 de Novembro. “Ao mesmo tempo queremos ter aqui o melhor que uma cervejaria e uma marisqueira têm para oferecer”, conclui. Esta fusão de três estabelecimentos diferentes resulta num restaurante invulgar, que suscita reacções diferentes em vizinhos e visitantes do Bairro Alto. “Houve uma senhora que veio cá uma vez e só comprou um carapau”, lembra Marta Borges.

Descreve-se como uma peixaria moderna e uma olhadela pela ementa é o suficiente para perceber porquê. Nos mesmos metros quadrados que antes serviram de quartel-general a um restaurante chinês, ou foram morada para uma das mais célebres pastelarias do Largo Camões, podem agora ser provadas (o termo certo é degustadas, porque quando se apuram os paladares complicam–se os verbos) iguarias como pataniscas ninja de marisco, salsichas de marisco grelhadas ou, um dos pratos mais populares, vieiras coradas com tártaro de manga e flor de sal.

O peixe vem da costa portuguesa, sempre fresco, e o marisco está em viveiros próprios vigiados diariamente por um biólogo de serviço. Com este cuidado com os pormenores e requinte, não é de admirar que o preço médio de uma refeição ande à volta dos 23 euros.

Ao peixe grelhado, fresco para venda directa ou cozinhado das maneiras mais criativas, junta-se o peixe cru. Do Japão vêm o sashimi, os hosomaki, o tataki e os uramaki, tudo pratos que fazem com que à trilogia peixaria-cervejaria-marisqueira se junte um quarto elemento: restaurante de sushi.

E um prato de carne

“O primeiro impacto é a surpresa, as pessoas aproximam–se a medo porque não percebem bem o que é”, avança a gerente da Sea Me, “mas tentamos ter um ambiente informal que motive as pessoas a entrar”. Um contributo importante para essa informalidade é o bar, aberto até às duas da manhã nas noites de fim-de-semana. E é quando a noite já vai mais adiantada que sai aquele que é o único prato de carne da Peixaria Moderna: prego do lombo em bolo do caco com manteiga de ervas.

Para tornar claro o que se passa dentro do número 21 da Rua do Loreto, a montra da Sea Me ostenta uma peixeira à entrada – não há como evitá-la. Com a mão na anca e a canasta empoleirada em cima da cabeça, como deve ser, mas sem roupa. Porque esta não é uma peixaria qualquer.»

In: http://www.ionline.pt/conteudo/98638-peixaria-moderna-quase-tudo-o-que-vem–rede-e-peixe, a 17 de Janeiro de 2011, em Jornal I

Boa Ideia!

RT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: