Chocolate…Pão… Conheça o Regresso…

Pão... Chocolate... Fonte: http://www.ionline.pt/

Hoje e para começar bem a semana, trago um artigo sobre um produto nostálgico, desta feita o Chocolate com…  Pão…

« Coma com Pão. O regresso de um clássico

Desaparecido durante 20 anos, o Coma Com Pão regressou agora das cinzas. Mas estará este clássico desactualizado?

Olhamos uma, duas vezes. Reconhecemos a embalagem como a cara envelhecida de um amigo de infância “mas não és o…?”. Olhamos com mais atenção. Se fosse um filme seguir-se-ia um curto flashback: o pai a chegar a casa com o pão quente e duas barras de chocolate. A mãe a dizer que está errado, que aquilo faz mal aos dentes, que faz borbulhas ou nos transforma os ossos em pó. Não interessa.

Compramos, levamos para casa e queremos contar a toda a gente o que vimos hoje. “Nem vão acreditar no que eu encontrei”. As reacções variam: da indiferença triste de quem não liga a doces ao entusiasmo filtrado pelas memórias. O Coma Com Pão voltou. É disto que se fala quando se fala de sebastianismo? Talvez.

Não foi numa manhã de nevoeiro nem foi ontem à tarde. Foi em Novembro que a Imperial, marca que em 2002 resgatou a Regina da falência, reeditou o clássico. Mas só recentemente o Coma Com Pão surgiu em força nos supermercados e estações de serviço. Este regresso faz parte da estratégia da empresa que já havia trazido de volta o Floc Choc, recuperou as sombrinhas de chocolate e voltou a dar vida aos chocolates com aroma da Regina – aqueles fininhos, que sabiam a pouco.

O Coma com Pão era um chocolate com nome auto-explicativo – só os Fritos da Matutano se comparam em honestidade – feito para ser comido ao lanche. E no pão. Lançado nos fim da década de 50, foi muito popular nos anos 70 e 80 mas desapareceu sem explicação na década seguinte.

O regresso deste clássico deve-se “ao forte apelo dos consumidores nacionais”, contou Manuela Tavares de Sousa, CEO da Imperial. Da receita original foram retiradas as passas porque “de acordo com estudos de mercado, os consumidores portugueses não são apreciadores deste fruto seco”, explicou a responsável da marca.

 


Crónica dentada-a-dentada

 

Primeira dentada

O chocolate é mais rijo que os condutos que se espera encontrar numa sanduíche, por isso a primeira sensação é de estranheza. Faria mais sentido se o chocolate estivesse ligeiramente derretido. Nota mental: experimentar em pão quente.

 

Segunda dentada

O contraste entre o doce do chocolate e o salgado do pão é interessante. As texturas complementam-se, não se anulam.

 

Terceira dentada

Faz menos chiqueiro que um pão com Nutella e Tulicreme. A experiência é muito mais rica graças ao contraste de texturas.

 

Quarta dentada

Estamos perto do fim, a tristeza começa a acumular-se no canal lacrimal. Não é desilusão, mas uma mistura doce de nostalgia e felicidade.

 

Quinta dentada

Mastiga-se devagar. É a despedida. Amanhã à mesma hora? Está reatada uma relação antiga. »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/121348-coma-com-pao-o-regresso-um-classico, a 06 de Maio de 2011, em Jornal I

RT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: