Conheça o Museu Dedidado ao Design e ao Artesanato Que Vai Abrir em Évora…

Conheça a Fantástica Maquina Fotográfica com Excelente Design... Fonte: http://www.ionline.pt/

Hoje trago algo um pouco diferente, falo de design, e porque não serem expostos 2500 objectos, com design fora do tradicional, face aos seus mais directos «irmãos»? Pois bem, vai abrir em Évora um museu de Design, e onde estarão presentes 2500 objectos que o publico pode admirar, vou transcrever a reportagem, e fica aberta a discussão, sobre o respectivo museu.

« O design contado em 2500 objectos

Évora vai ter um Museu do Design e Artesanato, com a colecção de Paulo Parra. Alguns ícones do design industrial estarão lá

Uma invenção de génio, como uma réplica perfeita da lâmpada que fez Thomas Edison inaugurar a  expressão “fez-se luz”, gira-discos com aspecto de nave espacial, máquinas fotográficas que parecem objectos intocáveis, máquinas de costura de 1957 com aparência de 2010. E os que ficarão para a história com o estatuto de “primeiros”: a primeira caneta de tinta permanente – uma Waterman de 1884, que o coleccionador Paulo Parra procurou durante 20 anos, o Tupperware original, o pioneiro walkman ou a primeira máquina de escrever. Em breve todos estes objectos – de uma pedra lascada a um iPod – irão chegar a Évora, onde será instalado o novo Museu do Design e do Artesanato – Colecção Paulo Parra.

Um quarto dos 2500 objectos que devem chegar ao Museu no início de 2011 são considerados ícones do design industrial; alguns fazem parte de colecções do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque ou do Design Museum de Londres. Paulo Parra chegou a receber propostas de museus como o de Londres ou da Trienalle de Milão, mas optou por ceder a sua colecção ao Alentejo. Porquê? “Porque foi feita para estar em Portugal.”

O director do curso de Design da Universidade de Évora, que começou a criar o espólio quando ainda era estudante, não se descose sobre quanto pagou por cada um dos objectos. À excepção de um: o primeiro. Por uma polaróide de plástico comprada na Feira da Ladra nos anos 80 deu 500 escudos. A antiguidade, a raridade e os materiais determinam o valor da peça. Paulo Parra já conseguiu comprar obras raríssimas por pechinchas, como a balança de Marianne Brandt. “É uma peça muito valiosa e, além de ter sido barata, ainda me ofereceram um desconto.” Mas sabe que há outras que não enganam ninguém: “É impossível comprar uma Kodak barata. Há objectos que têm escrito na cara o valor que têm.”

PENTI Trioplan, 1959
VEB Design Team

“Daquelas peças que toda a gente adora, principalmente o público feminino”, adianta Paulo Parra. E quem diria que é um produto da Alemanha de Leste. É compacta, tem traços contemporâneos, “um toque fashion” e ainda era inovadora em termos tecnológicos: lembra-se de ter de rebobinar o rolo até ao fim? Nesta era só preciso carregar na alavanca.


ELECTROHOME Model 831
Electrohome Design Team

Um gira-discos que faz lembrar o “2001 – Odisseia no Espaço”. Inspirado no imaginário espacial, foi produzido no Canadá. É possível agregar umas colunas, mas parte do som sai por baixo do gira-discos. Paulo Parra só chegou até ele porque um amigo antiquário se lembrou de lhe dizer que o tinha vendido a outro colega de profissão.

Regency TR-1G, 1954
Painter, Tengue and Petertil (EUA)

Se ouvir dizer que era um Sony, estará a ser enganado. Palavra de Paulo Parra: afinal, o Regency é que foi o primeiro rádio transistorizado da história. O director da Sony descobriu-o nos EUA, percebeu a potencialidade e comprou a patente. Até Dieter Rams, o designer da Braun, deve ter ido lá buscar umas ideias – a gama de cinzentos e a linguagem geometrizada.


NECCHI Mirella, 1957
Marcelo Nizzoli (Itália)

A Mirella revolucionou as máquinas de costura. Marcelo Nizzoli conseguiu levar para o ambiente doméstico dos anos 50 uma máquina com uma linguagem contemporânea, que lhe rendeu o Prémio Compasso d’Oro de 1957. A máquina de costura deixa de ter um ar agressivo e passa ter o ar friendly que aos computadores só chegou com o iMac da Apple.


GENERAL_ELECTRIC Edison Lamp, 1870
Thomas Edison (EUA)

Quer saber de que forma Thomas Edison descobriu como se fazia luz? Com uma lâmpada igual a esta. Peça comemorativa dos 50 anos da invenção da lâmpada eléctrica “igualzinha à lâmpada original”. Thomas Edison foi autor de 1093 patentes nos EUA. É sobretudo por esta que lhe agradecemos.


KODAK_Bantam Special, 1936
Walter Dorwin Teague (EUA)

“A câmara fotográfica mais bonita que já foi desenhada”, assim a descreve Paulo Parra, e nós não hesitamos em concordar. Lacada a negro, com estrias metálicas que servem para prender os dedos, sublinhar a linguagem da câmara e proteger o lacado. Walter Teague, durante anos designer da Kodak, desenhou-a à medida das câmaras digitais actuais.


Pedra Lascada, 10000 a.C.

Dos primeiros artefactos produzidos pelo homem. “É uma peça de excelência do artesanato alentejano mas também da história do design, uma vez que artesanato e design se confundem”, conta Paulo Parra, que herdou esta pedra do avô. Não eram desenhadas mas já eram projectadas  e a sua importância definiu mesmo um período da história: o Paleolítico.

Ruppelwerk GmbH Scale, 1930
Marianne Brandt (Alemanha)

Dos produtos projectados por Marianne Brandt para a Ruppelwerk, é impossível contornar esta balança para correspondência. O equilíbrio das suas formas geométricas puras, a relação claro-escuro e as influências construtivistas confirmam-na como um dos melhores exemplos de design industrial dos anos 30.


SINGER CR607 “Pedalinho”, 1996
Paulo Parra (Portugal)

Detentora de uma patente mundial e desenhada por Paulo Parra no atelier N.C.S./Neumeister Design. Ganhou o prémio “Best of If” na categoria de “aplicações domésticas”, na feira de Hannover, em 1998. Pela simplicidade, porque foi feito só com um molde e porque é amigo do ambiente: usa apenas um terço do material que os pedais antigos usavam. »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/70841-o-design-contado-em-2500-objectos, a 27 de Julho de 2010, em Jornal I

Boas Relíquias!

RT

Em Portugal Existe Um Dos Melhores Hoteis do Mundo… Espreite e Veja Onde…

Um dos Melhores Hoteis do Mundo.... Fonte: http://www.ionline.pt/

Para se começar a semana em grande, uma boa notícia, saiu na semana passada num diário da nossa praça, sabia que um dos melhores hotéis do Mundo, está em Portugal, saiba onde na noticia que vou transcrever.

« Um dos melhores hotéis do mundo está no meio do Alentejo

O Convento do Espinheiro é o único hotel português a figurar no ranking dos 500 melhores hotéis do mundo da revista “Travel and Leisure”. Saiba porquê

Um dos melhores do mundo
O Convento do Espinheiro, em Évora, tem menos de cinco anos de existência, mas foi reconhecido pelos leitores da revista norte-americana “Travel and Leisure” como um dos 500 melhores hotéis do mundo. Para Maria Carapinha, sub-directora do espaço, esta distinção veio trazer “mais peso e responsabilidade a um hotel que procura a exclusividade e excelência do serviço, e que trabalha para que os clientes se sintam em casa”. O complemento do nome do convento – A Luxury Collection Hotel & Spa – deixa adivinhar porque foi o único hotel português incluído no ranking. Os Luxury Collection são um grupo de hotéis e resorts que oferecem um serviço de alta qualidade a uma clientela de elite. E luxo é aqui a palavra de ordem, das suites com camas de príncipe aos oito hectares de jardins, passando pelo heliporto.

A história
A envolvente histórica e cultural do Convento do Espinheiro é uma das suas mais–valias. Serviu de hospedagem a muitos reis e, em 1481, D. João II, devoto da Virgem do Espinheiro, escolheu o convento para realizar as Cortes. Actualmente o convento está classificado como monumento nacional e o hotel faz por preservar “o contacto com tudo o que é genuíno e autêntico na região”: as ervas aromáticas da zona, o azeite feito a partir das 500 oliveiras do espaço ou os passeios organizados para conhecer os costumes e tradições alentejanas. O hotel fica numa colina a dois quilómetros de Évora, com vista sobre a cidade.

A gastronomia
No Alentejo, nada como ser-se alentejano. O Convento do Espinheiro faz questão que os hóspedes saiam de lá a saber o mais possível. E gastronomicamente satisfeitos. Há aulas de culinária (é o sítio ideal para aprender a fazer migas) e visitas à horta e à adega, com mais de 600 referências de vinho. Há vários restaurantes e bares à disposição: o Acqua Lounge Pool Bar, à beira da piscina, com sanduíches, saladas, tapas e pratos quentes; o Cisterna Wine Bar, com provas de vinhos e degustações de produtos regionais; o Pulpitus, situado na antiga cozinha dos monges; o restaurante Claustrus, para pequenos-almoços e almoços à la carte, com cozinha mediterrânica; e o restaurante Divinus, na antiga adega, com cozinha de fusão.

O spa
Pelo simples facto de ficar longe de uma grande cidade, no meio do Alentejo, o Convento do Espinheiro já parece um bom sítio para relaxar. Mas se quiser levar o conceito ainda mais longe, pode sempre aproveitar o Diana Spa, que também já recebeu várias distinções. A mais recente foi em 2009, com o prémio Portugal’s Leading Spa Resort, atribuído pelo World Travel Awards. O spa oferece tratamentos corporais desintoxicantes, adelgaçantes, tonificantes e refirmantes, massagens com chocolate, esfoliações com óleos, sais ou café, tratamentos especiais para homem, massagens com pedras quentes, tratamento à base de ouro marinho, bambuterapia, rituais de rejuvenescimento ou tratamentos para grávidas. Se preferir actividades mais enérgicas, pode dar umas braçadas nas piscinas (exterior e interior), dar uso ao ginásio ou jogar uma partida de ténis ou paddle.

O alojamento
Tratando-se de um hotel de luxo, já pode imaginar o que o espera: camas de tamanho gigante, banheiras desenhadas por Philippe Stark, LCD e leitores de DVD, amenities Bulgari, vistas para a piscina ou para o jardim, jacuzzis e terraços privativos. Os preços por noite vão dos €245 aos €2500.

Convento do Espinheiro, Canaviais, Évora, 266 788 200. »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/43109-um-dos-melhores-hoteis-do-mundo-esta-no-meio-do-alentejo, a 22 de Janeiro de 2010, no Jornal I

Boa Semana!!

RT