A Receita Deste Domingo É: Bolachas de Manteiga…

Bolachas de Manteiga... (imagem meramente ilustrativa) Fonte: http://www.receitasdamena.com

A Receita deste Domingo, é algo fácil, e adequado para este primeiro fim-de-semana de Agosto, e passa por Bolachas de Manteiga…

« Ingredientes

  • Manteiga: 250 g
  • Ovo batido: 1
  • Açúcar: 180 g
  • Farinha de trigo T55: 440 g
  • Fermento para bolos: 1 Colher
  • Óleo para untar:

 

Preparação

Derreter a margarina no micro-ondas.

Colocar a manteiga derretida na cuba da máquina de fazer pão, juntar o ovo batido, o açúcar e a farinha.

Selecionar a opção Massa. Enquanto a máquina mistura a massa, pode ajudar a soltar massa/farinha das paredes da cuba com uma espátula de madeira (de madeira ou plástico, para não riscar a cuba).

Deixe a máquina bater a massa somente durante 15m, findo os quais pode desligá-la.

Molde as bolachinhas com as mãos (ou utilize um dispara-biscoitos) e coloque num tabuleiro untado com o óleo.

Leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, durante 15m ou até as bolachinhas ficarem douradas. »

In: http://sabores.sapo.pt/receita/bolachas-de-manteiga, a 01 de Agosto de 2011

RT

Anúncios

A Receita de Hoje é… Almôndegas de Frango…

Almôndegas de Frango... Fonte: http://www.clickgratis.com.br

Hoje trago uma receita um pouco mais diferente das que tenho trazido, e versa por ser algo simples e fácil de confeccionar.

« Almôndegas de frango

Ingredientes

  • Frango: 500 g
  • Cebolas: 2 Médias
  • Alho: 1 Dente
  • Orégãos: q.b. –
  • Tomilho: q.b. –
  • Pão ralado: 3 Colheres de sopa
  • Ovo: 1 (batido)
  • Azeite: q.b. –

Preparação

Pique o frango, o alho e a cebola. Coloque todos os ingredientes numa taça e misture bem. Humedeça as mãos e faça bolinhas.

Numa frigideira, aqueça o azeite. Coloque as almôndegas a fritar até ficarem douradas. Reserve, colocando-as em papel absorvente para retirar o excesso de gordura.

Sirva com ervilhas e molho de tomate »

In: http://sabores.sapo.pt/receita/almondegas-de-frango-1, a 13 de Março de 2011

Bom Apetite!

RT

A Receita de Hoje é: Bolo à Lavradeira…

Bolo Lavradeira ( A Imagem Pode Ser Ilustrativa) Fonte: http://www.resteadesol.blogspot.com

A Receita que trago neste Domingo, é uma receita tradicional do Minho e denomina-se como sendo Bolo à Lavradeira

« Bolo à Lavradeira

Ingredientes:

– 7 ovos

– 125 gr de açúcar

– 2 dl de azeite

– 2,5 dl de mel

– 1 colher de chá de canela

– 250 gr de farinha

– 1 colher de chá de fermento em pó

– manteiga para untar a forma

Preparação:

Bater o mel com o açucar, juntar o azeite e a canela e bater muito bem. Acrescentar as gemas batidas e a seguir a farinha peneirada e o fermento. Depois de obter uma massa homogénea acrescentar as claras batidas em castelo e misturar cuidadosamente. Deitar o preparado numa forma com buraco untada de manteiga e polvilhada de farinha e levar ao forno. »

 

In: http://saboresdominho.com/bololavradeira.htm, a 11 de Março de 2011

A Receita Deste Domingo é: Papas de Sarrabulho

Papas de Sarrabulho... Fonte: http://www.muddy-tracks.blogspot.com

A Receita deste Domingo, passa por um sabor oriundo do Minho, e um sabor muito genuíno. A Receita como já acima enumerei, são as famosas Papas de Sarrabulho, passo a transcrever a referida receita.

« Ingredientes:
Para 6 pessoas

  • 250 g de fígado de porco ;
  • 250 g de bofes de porco ;
  • 250 g de goelas de porco ;
  • 250 g de coração de porco ;
  • 1 osso da suã de porco, muito curado ;
  • 250 g de galinha gorda ;
  • 250 g de carne de vaca ;
  • 250 g de sangue de porco cozido ;
  • 2 tigelas de farinha de milho peneirada (cerca de 250 g) ;
  • sal e cominhos

Confecção:

Põe-se uma panela com água ao lume e, quando ferver, juntam-se as carnes, temperam-se com sal e deixam-se cozer até a galinha se desfazer.
Depois de cozidas, retiram-se as carnes e junta-se ao caldo a farinha para fazer uma papa não muito espessa, o sangue e um pouco de fígado cozido e esmagados à mão, as carnes previamente desfiadas e um pouco de cominhos.
Mistura-se tudo e deixa-se cozer.
Servem-se as papas em tigelas, polvilhadas com mais cominhos.
As quantidades de farinha e das carnes são facultativas, mas é imprescindível, para umas boas papas de sarrabulho, que levem todos estes ingredientes.

fonte: Editorial Verbo »


In: http://www.gastronomias.com/portugal/min015.html, a 20 de Fevereiro de 2011

Bom Apetite!!

RT

Cantina da Estrela… O Restaurante Onde o Cliente Paga Consoante o Gosto do Prato…

Cantina da Estrela... Fonte: http://www.ionline.pt

Hoje trago um artigo que versa sobre algo que pode ajudar na educação de muitos jovens, especialmente na cidade de Lisboa, e não deixa de ser uma boa solução gastronómica, passo a transcrever o referido artigo.

« Cantina da Estrela. Aqui os clientes é que decidem quanto pagam

Abriu o mês passado no Hotel da Estrela, em Lisboa, e são os alunos da escola de hotelaria ao lado quem cozinha e serve às mesas

Não se deixe enganar pelo nome do restaurante. Apesar de se chamar Cantina da Estrela e de estar decorado com quadros de ardósia e mesas antigas de madeira, a comida nada tem a ver com aquela que é servida em tabuleiros de plástico na maior parte das cantinas de escola. Basta observar a ementa, encaixada num dossiê com vários separadores, como se fosse um caderno de sumários, para perceber que os pratos aqui são outros: “risotto de balsâmico com foie gras”, “bacalhau com todos em cocotte”, “peixe do dia em bouillabaise cá das nossas” e outros que tais enfeitados com expressões francesas, italianas e, claro, portuguesas, como “borreguinho que se desfaz na boca”.

“A maior parte dos pratos são servidos em tachos e escolhemos o nome ”Cantina” por ser uma comida aconchegadora, como a que se come em casa”, explica Luís Casinhas, chefe de cozinha do restaurante que abriu portas no início de Dezembro no Hotel da Estrela, em Lisboa. Luís tem dupla responsabilidade: além de ser chefe de cozinha, tem de controlar a equipa de alunos que ali trabalha todos os dias, vinda da Escola Superior de Hotelaria e Turismo de Lisboa, mesmo ao lado do restaurante. “Todos profissionais do hotel são alunos da escola, tanto na cozinha como nos quartos ou na recepção”, diz o chefe. “É um hotel de aplicação e como a escola tem quase 400 alunos temos uma equipa diferente todos os dias.”

A ementa é fixa, mas o facto de a brigada de cozinha ser rotativa pode dar algumas dores de cabeça a Luís: “A parte cansativa é ter de explicar as mesmas coisas várias vezes… de manhã estão uns, à tarde estão outros… E depois responder sempre às mesmas perguntas: ”Onde é que é a torneira?” Onde é que está o recipiente?””

NA COZINHA

Gonçalo Henriques, de 31 anos, está pela primeira vez a cumprir as horas de estágio do seu curso de Gestão e Produção de Cozinha na Cantina da Estrela. “Hoje já tratei da parte da mise en place [a etapa inicial da preparação de um prato em que se medem, descascam e cortam os ingredientes], estive a arranjar polvo e a deixá-lo em vácuo e a preparar bacalhau”, conta o aluno, que antes de querer ser chefe de cozinha trabalhava numa mediadora de seguros. “A parte pior é quando começam a chegar muitos clientes, trabalhamos com mais velocidade e entra-se no tal ”lodo”, uma expressão que se usa nesta área para quando há muito serviço.”

À noite, Gonçalo trabalha noutro restaurante e por isso já tem experiência nos tachos, mas há alunos que aparecem sem saberem cozinhar. “Embora as aulas tenham uma componente prática, é no restaurante que se aprendem as técnicas e se ganha o brio de ser cozinheiro”, diz o chefe Luís que em Dezembro recebeu mais de 70 estagiários. “Até alunos de outras escolas nos pedem para trabalhar aqui.”

AVALIAÇÃO

O restaurante fica num dos edifícios onde em tempos funcionou a Escola Secundária Machado de Castro e não se quis esquecer disso. “Para a decoração fomos ao Parque Escolar [empresa pública para a modernização de escolas secundárias] buscar mesas, cadeiras e quadros de escolas que foram demolidas”, conta Elisabete Guilherme, responsável de sala do restaurante. E sem esquecer o espírito de avaliação das escolas, os pratos escolhidos pelos clientes também estão à prova. “Existe um preço mínimo e um preço máximo e os clientes pagam o que quiserem consoante gostem dos pratos ou não”, diz o chefe Luís Casinhas. “Por exemplo se gostarem muito da nossa sopa de peixe com brunesa de legumes podem dar a nota máxima e pagar 5 euros. Se acharem que precisa de mais picante podem pagar 3 euros, ou dar a nota mínima [2,5 euros]. É uma boa maneira de avaliarmos e aperfeiçoarmos os pratos.”

Elisabete garante que, durante o primeiro mês, os clientes “foram justos e não deram a nota mínima só para pagarem menos”. “Aliás até costumam deixar [na conta que é a mesma folha da ementa] observações para os alunos”.

COPOS PARTIDOS

Não é a primeira vez que Mariana Ferraria, de 19 anos, e Kevin Pereira, de 20 anos, servem às mesas na Cantina da Estrela. “Já fiz serviço mais vezes e estive aqui nas férias”, conta Mariana que desde Setembro está no curso de Gestão Hoteleira, Restaurante e Bar. “Faz parte da componente prática do curso e debitam-nos nas horas de estágio.” Entre as disciplinas do curso estão várias técnicas como a de Serviço de Cozinha Quente e Serviço de Cozinha Fria. Mas as coisas nem sempre correm bem. “Eu já tive dificuldade em abrir uma garrafa de vinho que é uma coisa que aprendemos nas aulas”, confessa Kevin. Mariana teve mais azar: “Quandi ia pôr a imperial na mesa, o copo escorregou para cima de uma cliente e partiu-se na cadeira. Mas ela compreendeu, sabe que somos alunos.”

Cantina da Estrela, Rua Saraiva de Carvalho, 35, Lisboa. De segunda a sábado das 12h30 às 15h30 e das 19h30 às 22h30. Preço Médio: 25 euros; Tel: 21 190 01 00 »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/97166-cantina-da-estrela-aqui-os-clientes-e-que-decidem-quanto-pagam, a 7 de Janeiro de 2011, em Jornal I

Boas Degustações!

RT

Patê de Atum Com Salchichas e Cebolinhas…

Patê de Atum Com Salchichas e Cebolinhas... Fonte: http://www.portaldacidadania.blogspot.com

A Sugestão de Hoje é…

 

Patê de Atum com Salsicha e Cebolinha

 

Ingredientes:

1 lata de atum ralado escorrido
2 colheres de sopa de maionese
salsinha e cebolinha a gosto

Preparação:
É só misturar o atum e a maionese
amassando com um garfo e finalizar
com a salsinha e a cebolinha.

 

In: http://www.receitassimples.com.br/Receita.php?Pate-de-atum-com-salsinha-e-cebolinha, a 07 de Dezembro de 2010

RT

A Receita Deste Domingo É… Sopa Caseira

Hoje e para se contornar o Frio, que tal uma sopa caseira, passo a transcrever a referida receita.

« Sopa Caseira
Felicia Sampaio
Editora Culinária do Roteiro Gastronómico de Portugal

Ingredientes:

  • caldo de carne caseiro q.b. (ver)
  • alguns olhos de couve e folhas tenras esfarrapadas à mão
  • 3 nabos cortados em cubos
  • fatias finas de pão caseiro q.b. ou broa partida à mão
  • 3 ramos de hortelã

Confecção:

Depois do caldo pronto, coza os nabos e a couve.
Numa terrina põe-se as fatias de pão ou a broa e a hortelã.
Quando as hortaliças estiverem cozidas, retira-se a panela do lume e despeja-se na terrina, sobre o pão e a hortelã.
Tapa-se e serve-se bem quente. »

In: http://www.gastronomias.com/receitas/rec4146.htm, a 05 de Dezembro de 2010

RT

A Receita de Hoje é: Aletria Doce…

Aletria Doce.... Fonte: http://www.docesregionais.com

Hoje  e por ser 1º de Dezembro, trago uma receita que vamos provar dentro de 24 dias…

«Aletria Doce

Ingredientes:
• 75 gr de aletria
• 100 gr de açúcar
• 4 gemas
• 0,5 litro de leite
• 15 gr de manteiga
• Sal
• Canela
• Casca de limão q.b.
• Água q.b.

Preparação:
Cozer a aletria em água e sal durante seis minutos. Retire do lume e deixe escorrer. Adicione o leite e a casca de limão à aletria escorrida. Leve ao lume até cozer. Adicione o açúcar e deixe levantar fervura. Retire do lume e distribua por pratinhos. Enfeite com canela, colocando tirinhas de papel sobre o doce. »

 

In: http://natal.com.pt/preparacao-aletria-doce, a 30 de Novembro de 2010

Bom Apetite!

RT

Conheça os Resultados do Encontro de Vinhos e Sabores de Lisboa…

Resultados de Concurso de Vinhos e Sabores Fonte: http://www.mundodatpm.blogspot.com

Hoje trago o resultado do encontro de sabores e de vinho que decorreu na cidade de Lisboa, passo a transcrever a referida reportagem.

« Encontro Com o Vinho e Sabores bate recordes

A 11ª edição do Encontro com o Vinho e Sabores, uma iniciativa da Revista dos Vinhos que decorreu de 5 a 8 de Novembro, no Centro de Congressos de Lisboa, na Junqueira, superou todos os recordes em número de presenças e de vinhos expostos, confirmando uma crescente adesão a esta iniciativa não só por parte do público consumidor, mas também dos produtores de vinhos.

A maior prova de vinhos alguma vez realizada em Portugal recebeu mais de 14 mil visitantes que degustaram mais de 1500 vinhos expostos por mais de 350 produtores e empresas participantes (aumento de 15% face à edição anterior). Ao todo registaram-se mais de 2500 visitas profissionais e foram credenciados para o evento cerca de 100 jornalistas.

Este evento serviu também para a atribuição de vários prémios em várias iniciativas ligadas ao mundo do vinho, como tem acontecido em edições anteriores. Novidade foi a criação de mais uma categoria, ou melhor, de uma secção a que foi chamado “Imagem do Vinho”, prémio que segundo os seus organizadores, para além de representar uma contribuição para a promoção do vinho português no mercado global como um produto com uma imagem moderna, apelativa e dinâmica tem ainda como objectivo estimular a criatividade dos designers nacionais que trabalham a imagem do vinho em Portugal, contribuindo assim para uma renovação dos elementos iconográficos associados ao vinho.

VENCEDORES PRÉMIO IMAGEM DO VINHO 2010

CATEGIRIA RÓTULO
1º Arrepiado Colheita Vinho Regional Alentejano tinto 2007 – Herdade do Arrepiado Velho – Marta Neto Design
2º Bastardo Vinho Regional Duriense tinto 2008 – Carla Ferreira
3º Brett Edition Vinho Regional Alentejano Syrah 2007  – Herdade do Arrepiado Velho  – Marta Neto Design


CATEGORIA GARRAFA ROTULADA
1º Arrepiado Colheita Vinho Regional Alentejano tinto 2007  Herdade do Arrepiado Velho  Marta Neto Design
2º Brett Edition Vinho Regional Alentejano Syrah 2007 – Herdade do Arrepiado Velho  – Marta Neto Design
3º Bacalhôa Moscatel de Setúbal Superior 20 anos  – Bacalhôa Vinhos de Portugal, SA  –  João Machado


CATEGORIA PACKAGING
1º Tryu Bag-in-Box Tinto e Branco, Vinho Regional Alentejano – Boa Boca Gourmet – Boa Boca Gourmet (Herdade do Sobroso) – António João Policarpo
2º Cartuxa Espumante Bruto Évora Alentejo  2007 – Fundação Eugénio de Almeida –  Rita Rivotti
3º Bacalhôa Moscatel de Setúbal Superior  20 anos  – Bacalhôa Vinhos de Portugal, SA  –  João Machado.

A ESCOLHA DA IMPRENSA

De entre os mais de 200 vinhos apreciados pelo painel de 20 jornalistas, que participaram no painel da escolha da Imprensa, o júri entendeu ainda merecedores de Prémios de Imprensa nove espumantes, nove brancos, dois rosados, nove tintos e nove fortificados, num total de 43 vinhos.
O Grande Prémio foi atribuído ao melhor de cada categoria. Sagraram-se vencedores:

Espumantes: Murganheira Távora-Varosa Vintage 2004 (Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa)

Brancos: Meruge Douro 2009 (Lavradores de Feitoria)

Rosados: Domingos Soares Franco Colec. Priv. Reg. Pen. de Setúbal Moscatel Roxo 2009 (José Maria da Fonseca)

Tintos: Palácio da Bacalhôa Reg. Pen. de Setúbal 2007 (Bacalhôa -Vinhos de Portugal)

Generosos: Burmester Porto Colheita 1960 (Sogevinus Fine Wines).

De entre os mais de 200 vinhos apreciados o júri entendeu ainda merecedores de Prémios de Imprensa nove espumantes, nove brancos, dois rosados, nove tintos e nove fortificados, num total de 43 vinhos. São eles, por categorias:


ESPUMANTE

Aliança Bairrada Vintage 2006 – Aliança – Vinhos de Portugal
Jacob´s Creek Chardonnay-Pinot Noir – Importação da Pernod Ricard
Loridos rosé 2007 – Bacalhôa -Vinhos de Portugal
Loridos Vintage 2007 – Bacalhôa -Vinhos de Portugal
Murganheira Távora-Varosa Millésime 2004 – Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa
Murganheira Távora-Varosa Touriga Nacional Blanc de Noirs 2005 – Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa
Quinta do Boição Arinto Special Cuvée 2006 – Enovalor – Agroturismo
Quinta do Encontro Special Cuvée 2008 – Quinta do Encontro – Sociedade Vitivínicola
Real Senhor Velha Reserva 2004 – Sociedade dos Vinhos Borges

BRANCO
Borges Dão Colheita Tardia 2007 – Sociedade dos Vinhos Borges
Borges Dão Reserva 2009 – Sociedade dos Vinhos Borges
Cabriz Dão Encruzado 2009 – Dão Sul
Dona Ermelinda Palmela 2009 – Casa Ermelinda Freitas
Cottas Douro Reserva 2009 – Soc. Agrícola do Cimo do Corgo
Fonte Mouro Regional Alentejano Col. Selecc. 2009 – Sociedade Agrícola Monte Novo e Figueirinha
Morgado de Sta. Catherina Bucelas Reserva 2008 – Companhia das Quintas
Olho de Mocho Regional Alentejano Reserva 2009 – Terralis – Agroalimentar
Vale d´Algares Selection Regional Tejo 2009 – Quatro Âncoras

ROSADO
Boas Vinhas Dão 2009 – Sociedade Agrícola Boas Quintas
Comenda Grande Reg. Alentejano 2009 – Monte da Comenda Agroturismo

TINTO
CARM Douro Superior Reserva 2008 – CARM – Casa Agrícola Roboredo Madeira
Carmim Reg. Alentejano Alicante Bouschet 2008 – CARMIM – Cooperativa de Reguengos de Monsaraz
Casas Brancas Reg. Alentejano Reserva 2008 – Goanvi
Dona Berta Douro Grande Escolha 2007 – Hernâni Verdelho
Esporão Alentejo Reserva 2008 – Herdade do Esporão
Herdade dos Grous Reg. Alentejano Reserva 2008 – Monte do Trevo
Marquês dos Vales Grace Reg. Algarve Touriga Nacional 2008 – Quinta dos Vales
Solar dos Lobos Reg. Alentejano Grande Escolha 2008 – Lobo da Silveira
Tapada de Coelheiros Reg. Alentejano Garrafeira 2005 – Herdade dos Coelheiros Sociedade Agrícola

GENEROSO
Alambre Moscatel de Setúbal 20 anos – José Maria da Fonseca
Andresen Porto White 20 anos – J.H. Andresen
Bacalhôa Moscatel de Setúbal 2004 – Bacalhôa – Vinhos de Portugal
Kopke Porto White 40 anos – Sogevinus Fine Wines
Rozés 20 anos – Rozés
Quinta da Casa Amarela Porto Reserve – Laura Valente Regueiro
Quinta Dona Matilde Porto Vintage 2007 – Quinta D. Matilde – Vinhos
Quinta Seara d´Ordens Porto Vintage 2008 – Sociedade Agrícola Quinta Seara d´Ordens
Poças Porto LBV 2005 – Manoel D. Poças Júnior – Vinhos »

In: http://www.ionline.pt/conteudo/87913-encontro-com-o-vinho-e-sabores-bate-recordes, a 10 de Novembro de 2010, em Jornal I

RT

A Receita Deste Fim Semana é Almôndegas de Bacalhau com Salsicha

Almondegas de Bacalhau Com Salchicha Fonte: http://www.tachosdensaio.blogspot.com

Hoje por ser Domingo trago uma receita, desta feita a mesma é de Bacalhau, como tal aqui fica a receita transcrita.

« Ingredientes :

Para 4 pessoas
Tempo de preparo: 35 minutos
Fácil

½ xicara(s) de (chá) de vinho branco seco
½ xicara(s) de (chá) de leite
2 colher(s) (sopa) de farinha de rosca
1 colher(s) (sopa) de cheiro-verde
2 colher(s) (sopa) de azeite
pimenta-malagueta sem sementes picada e sal a gosto
2 tomates maduros sem pele e sementes picados
4 salsichas do tipo alemã cortadas em rodelas
1 quilo de bacalhau demolhado
2 cebolas picadas
2 dentes de alho
1 pão francês
2 ovos

Como Preparar:


Colocar o pão de molho no leite. Espremer e reservar. A parte, aferventar o bacalhau em água temperada com sal e pimenta. Escorrer, retirar a pele e as espinhas e separar em lascas. Adicionar metade da cebola, o pão, o cheiro-verde, os ovos e a farinha de rosca. Provar o sal e misturar até obter uma massa. Modelar as almôndegas e reservar. Picar o alho e juntar a cebola restante. Aquecer o azeite e refogar. Adicionar o tomate e o vinho e cozinhar por 5 minutos. Acrescentar as almôndegas e as salsichas. Provar o sal e cozinhar por 10 minutos. Servir em seguida. »

In: http://www.receitaspt.com/popup.php?sb_id=17205, a 15 de Outubro de 2010, em Receitaspt.com

Bom Apetite!

RT